segunda-feira, 29 de maio de 2017

Prelúdio Crepuscular




No poente
silente
os choupos esguios
balançam
e dançam
refletidos
nos lagos adormecidos
e frios.

A bruma
esfuma
a paisagem
onde a sombra
ensombra
a ramagem.

A claridade amortece...

E, lenta, a noite desce
sobre o jardim,
enquanto fico a relembrar
a tarde em que sobre mim
eu tive o teu olhar.

A claridade amortece...

E nos espelhos gelados
projetam-se magoados
os altos choupos esguios
por entre as sombras das rosas,
que finas e veludosas
perfumam os lagos frios.

No céu, porém, claro e fino
como o teu olhar cristalino
uma estrela cintila,
e espelha-se na água dormente,
enquanto o poente
vacila...


Alfredo de Cumplido de Sant'Anna, in “Poemas e Legendas”



v

11 comentários:

  1. Poema rico e lindo!

    Ótima semana.

    Bjs

    https://palavrandoels.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  2. Muito boa escolha! LINDO :)

    Beijo e uma excelente semana

    ResponderEliminar
  3. Bom dia querida amiga, bela partilha desejo-lhe uma semana muito feliz, beijinhos muitas felicidades

    ResponderEliminar
  4. Lindo, assim como o crepúsculo que rende tão belas poesias.

    Obrigada pelo carinho com os "Candy Canes".

    Abraços esmagadores e feliz semana.

    ResponderEliminar
  5. Lírico! O lirismo vai faltando à poesia de agora...

    Um beijo

    Lídia

    ResponderEliminar
  6. Olá Maria
    Lindo poema e imagem, bjs querida.

    ResponderEliminar
  7. Que poema lindo!!! Demonstra um sentimento e suavidade tocantes que nos enchem os olhos!!
    Tenha uma ótima semana!!

    ResponderEliminar
  8. Adorei este poema que não conhecia.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.