quinta-feira, 11 de maio de 2017

O cisne





No cristal azul do lago,
a mancha branca de um cisne,
airoso, altivo, elegante,
parecendo feito a giz,
vai deslizando, ao afago
suavíssimo da brisa,
numa indolência tranquila
que a paz da vida bendiz.
Nos lagos azuis do Sonho,
quem vive assim — é feliz…


Manoel Moreyra


1 comentário:

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.