quarta-feira, 1 de junho de 2016

A Partida - Poema de Dante Milano




Chego à amurada do cais,
Tomo um trago de tristeza.
Vem uma aura de beleza
Entontecer-me ainda mais.

Sinto um gosto de paixão
Dentro da boca amargosa.
Vem a morte deliciosa
Arrastar-me pela mão.

Vou seguindo sem olhar,
Vou andando sem rumor,
Ouvindo a vaga do mar
Bater na pedra da dor.

Vou andando sobre o mar,
Quem sabe onde irei parar?
Vou andando sem saber
Aonde me leva este amor.


Dante Milano


8 comentários:

  1. Este belo amor só pode levar para um paraíso especial.
    Linda inspiração e partilha amiga.
    Linda imagem
    Abraços

    ResponderEliminar
  2. Parabéns pala escolha! excelente poema. Amei,

    Beijo e um dia feliz.
    (também, para as suas crianças se for o caso)

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Maria...por vezes há que ter cuidado com "aonde pode levar esse amor"!
    obrigada por dar a conhecer e bj

    ResponderEliminar
  4. Maria que lindo poema de entrega ao amor.
    beijinhos, Léah

    ResponderEliminar
  5. A partida sempre deixa um vazio ,beijinhos muitas felicidades

    ResponderEliminar
  6. Nunca sabemos onde o amor nos leva!
    Gostei imenso mais uma vez da tua excelente escolha.

    Beijinho Maria

    ResponderEliminar
  7. Que poema lindo... e que também não conhecia...
    A dor de uma partida, expressa de uma forma muito tocante... adorei!!!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.