quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Eternidade - Poema de Pedro Homem de Mello




A minha eternidade neste mundo
Sejam vinte anos só, depois da morte!
O vento, eles passados, que, enfim, corte
A flor que no jardim plantei tão fundo.

As minhas cartas leia-as quem quiser!
Torne-se público o meu pensamento!
E a terra a que chamei — minha mulher —
A outros dê seu lábio sumarento!

A outros abra as fontes do prazer
E teça o leito em pétalas e lume!
A outros dê seus frutos a comer
E em cada noite a outros dê perfume!

O globo tem dois pólos: Ontem e hoje.
Dizemos só: — Meu pai! ou só:— Meu filho!
O resto é baile que não deixa trilho.
Rosto sem carne; fixidez que foge.

Venham beijar-me a campa os que me beijam
Agora, frágeis, frívolos e humanos!
Os que me virem, morto, ainda me vejam
Depois da morte, vivo, ainda vinte anos!

Nuvem subindo, anis que se evapora...
Assim um dia passe a minha vida!
Mas, antes, que uma lágrima sentida
Traga a certeza de que alguém me chora!

Adro! Cabanas! Meu cantar do Norte!
(Negasse eu tudo acreditava em Deus!)
Não peço mais: — Depois da minha morte
Haja vinte anos que ainda sejam meus!

Pedro Homem de Mello, in "Bodas Vermelhas"

10 comentários:

  1. Maria*
    Bom dia pra ti!
    Sabes que esse poema é triste*, faz a gente pensar na morte, enfim, mas "o globo tem dois pólos:
    ontem e *hoje...", os que me virem morto, ainda me vejam, depois da morte*, mais vinte anos.
    *A certeza que alguém me chore*
    Oh, que bonito esse poeta escreveu...
    Pedro Homem de Melo*, guardarei esse poema no meu caderno, onde escrevo tudo que mais gosto...
    Um forte abraço pra ti, obrigada por partilhar com todos nós essa jóia.
    Mery*

    ResponderEliminar
  2. Maria, que imagem linda para início da postagem, amei!!
    Pedro Homem de Mello, é de uma leveza em suas poesias, em suas palavras, que não tem como lê-lo e não se emocionar.
    Eternidade é magia pura.

    Beijos de uma deliciosa quinta-feira para você querida.
    Obrigada pelo carinho no Rabiscos.

    ResponderEliminar
  3. MARIA HOJE ME EMOCIONEI MUITO COM SUA POST MARAVILHOSA DE UMA PROFUNDIDADE ESTE POEMA QUE NOS FAZ PENSAR NO ANTES E DEPOIS DA PASSAGEM DE UM PÓLO AO OUTRO PARABENS QUERIDA
    UM GRANDE ABRAÇO MARLENE

    ResponderEliminar
  4. Minha querida, quanta erudição e beleza num poema que realça a grandeza de uma alma e ao mesmo tempo a fragilidade de um ser.
    Muito bonito, e adorei conhecer o poeta.
    Com certeza aqui está uma justa homenagem a mais um iluminado, nas graciosas páginas do Divagar sobre tudo um pouco.
    Um beijo grande um abraço afetuoso.

    ResponderEliminar
  5. Minha querida

    Adorei este poema, é um dos mais belos de Pedro Homem de Mello...a imagem está fabulosa.

    Deixo um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  6. Muito boa Tarde amiga
    Obrigada pelo carinho lá no meu cantinho.
    Hoje vim lhe pedir uma forcinha muito especial para realizarmos um sonho muito antigo que é cobrir a quadra de esportes de nossas crianças.
    Só com sua ajuda podemos chegar a concretização deste sonho
    Visite o link
    http://www.mariaalicecerqueira.com/2011/10/nossas-80-criancas-carentes-estao.html
    Conheça as nossas crianças !
    Desde de já lhe agradecemos do fundo do nosso coração
    Se poder me envie um e-mail para alicefdesa@gmail.com
    Para que eu possa enviar o Nº da agencia e conta
    Pode ajudar com o valor que você poder .
    Tenha uma linda semana coberta de muito Amor
    E paz
    Abraço Amigo!
    Maria Alice

    ResponderEliminar
  7. Maravilhoso poema,
    forte e reflexivo...

    Feliz Noite pra ti

    Bjs

    Livinha

    ResponderEliminar
  8. Maria minha querida
    A imagem está divina. Gosto imenso deste poema de Pedro Homen de Mello é triste mas mostra a fragilidade do homem.
    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  9. Pedro Homem de Mello um poeta tão esquecido!

    Pessoalmente gosto muito.

    Beijo

    ResponderEliminar
  10. Querida Maria:
    Pedro Homem de Mello a tocar-nos a partir da Eternidade.
    A imagem escolhida é fantástica. Também ela é eterna.
    Um grande abraço e um excelente fim de semana.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.