22/06/2022

Contemplação - Poema de Alphonsus de Guimaraens Filho




Quando dos horizontes a cansada
contemplação aos poucos se dilui,
penso alcançar numa remota estrada
não o que sou e nem o que já fui,

mas a visão casta, incontaminada,
da paz que abriga, que as paredes rui
do desespero, e que, maravilhada,
a cada instante do silencio flui.

Não sei que céu além do céu me acena,
nem que colina além de outra colina...
Contemplo, apenas; da contemplação,

nasce a estranha emoção que me asserena:
pressentimento de uma luz divina
que não é nem do céu e nem do chão.


Alphonsus de Guimaraens Filho
In: 'Só a noite é que amanhece'



20 comentários:

  1. Bello poema , genial imagen. Te mando un beso.

    ResponderEliminar
  2. A caminhada que fazemos é uma permanente descoberta de nós próprios.
    Abraço amigo.
    Juvenal Nunes

    ResponderEliminar
  3. Muito lindo poema escolheste para hoje! beijos, ótimo dia! chica

    ResponderEliminar
  4. Boa tarde Maria,
    Belíssimo soneto de um Poeta que não conhecia.
    Obrigada pela partilha.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  5. Belíssimo poema. Obrigada pela partilha!!
    -
    Pode chover sobre o tapete elegante

    Beijos, e uma excelente semana.

    ResponderEliminar
  6. A beautiful poem. thank you for sharing. Have a wonderful day.

    ResponderEliminar
  7. Tengo que aceptar que he tratado de entender el poema y que me resulta muy difícil, aún traducido al español. Hay que tener profundos conocimientos de una lengua para comprender bien el significado de las palabras. Creo que está justificado que no debo dar ninguna opinión y sí agradecer que lo hayas compartido. Un abrazo.

    ResponderEliminar
  8. Such a beautiful poem.
    Thank you for sharing it here.

    All the best Jan

    ResponderEliminar
  9. Uma excelente escolha poética.
    Não conhecia, obrigado pela partilha.
    Continuação de boa semana, amiga Maria.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  10. Boa tarde Maria.
    Gostei do soneto escolhido, e da imagem que oacompanha.
    Tudo muito bem escolhido.
    Semana abençoada com muita paz e saúde.
    Beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
  11. What a beautiful poem! I love it.

    ResponderEliminar
  12. Pienso que siempre cuando se contempla , se conecta con Dios.
    Aunque a veces la soberbia humana dice otras cosas.
    Abrazo.

    ResponderEliminar
  13. Uma bela imersão no próprio ser. Belíssimo. Beijos na alma.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo