sábado, 2 de março de 2019

Aqui sobre a Noite




Aqui sobre a noite,
na cinza das pálpebras,
no meio das rosas,
no sono das aves,
nas franjas da lua,
nas imóveis águas,

aqui, sobre a ténue
seda da saudade,
a perpétua face.

Sozinha contemplo
o ardente milagre.
Ninguém mais te avista,
Verónica suave!
-Desenho do sonho
que a noite reparte.

Por que me apareces
igual à verdade,
ilusória imagem?

Na minha alegria,
corre um mar de lágrimas.
Tudo se repete,
na terra e nos ares,
e os meus pensamentos
são só teu retrato.

Em puro silêncio,
luminosa jazes:
tão doce e tão grave!

Fita bem meu rosto,
guarda os olhos pálidos
com rios antigos
por onde viajaste.
Lembra-te da minha
sombra humana, diáfana,

-pode ser que um dia
todos nós passemos
pela Eternidade.


Cecília Meireles In ( Canções )

13 comentários:

  1. Intensa e linda poesia de Cecília! beijos, ótimo fim de semana,chica

    ResponderEliminar
  2. Uma bela escolha poética
    Bom Carnaval... 🤴

    ResponderEliminar
  3. What a beautiful photo and nice poem! I translated it in finnish.
    Have a nice and sunny weekend, Maria! <3

    ResponderEliminar
  4. Bonito e profundo poema! À noite os sentimentos e emoções se afloram e intensificam...
    O meu carinhoso beijinho

    ResponderEliminar
  5. é lindo, como sempre !!
    grande abraço.
    :o)

    ResponderEliminar
  6. Bonito poema. Uma óptima escolha:))

    Bjos
    Votos de um óptimo sábado.

    ResponderEliminar
  7. Olá Caro Maria!
    Letras maravilhosas, eu te amo, obrigado por compartilhar!
    Uma noite mágica e uma primavera maravilhosa, eu te desejo!
    Eu te abraço com amor e agradeço a sua visita!

    ResponderEliminar
  8. Gostei, sinceramente, de ler esse belo poema,
    poderá ser que um dia, onde acaba a tristeza
    começa a alegria, certamente, com mais leveza
    ter esperança é acreditar que viver vale a pena!

    Bom fim de semana e bom Carnaval amiga Maria. Um abraço.

    ResponderEliminar
  9. Boa escolha, minha amiga!
    Muito boa, mesmo!
    Beijo.

    ResponderEliminar
  10. Uma poetisa que muito aprecio... e que é sempre um gosto imenso, descobrir um pouco mais da sua obra!...
    Belíssima escolha, Maria! Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo