quarta-feira, 4 de julho de 2018

17 Para Ti - Mia Couto




Foi para ti
que desfolhei a chuva
para ti soltei o perfume da terra
toquei no nada
e para ti foi tudo

Para ti criei todas as palavras
e todas me faltaram
no minuto em que talhei
o sabor do sempre

Para ti dei voz
às minhas mãos
abri os gomos do tempo
assaltei o mundo
e pensei que tudo estava em nós
nesse doce engano
de tudo sermos donos
sem nada termos
simplesmente porque era de noite
e não dormíamos
eu descia em teu peito
para me procurar
e antes que a escuridão
nos cingisse a cintura
ficávamos nos olhos
vivendo de um só
amando de uma só vida


Mia Couto, in "Raiz de Orvalho e Outros Poemas"



17 comentários:

  1. Um poema muito bonito. O amor sincero é sempre lindo e expressivo.
    Uma boa quarta-feira, Maria... Bjs 👒

    ResponderEliminar
  2. Olá Maria querida


    Adoro os escritos do Mia Couto... Mas nunca tinha lido esse poema.
    Achei encantador.


    Beijos
    Ani

    ResponderEliminar
  3. Picture is like from a dream.
    The poem has a nice rhythm, though I understood only few words.
    My best wishes for your Wednesday!

    ResponderEliminar
  4. Gosto muito de ler o MIA e foi uma bela escolha!!!bj

    ResponderEliminar
  5. Bom dia! Parabéns pela escolha!

    Beijo e um excelente dia!

    ResponderEliminar
  6. Lindo demais, Obrigada :))

    Bjos
    Votos de uma óptima Quarta-Feira

    ResponderEliminar
  7. Lindo! Adoro os livros de Mia Couto, desconheço os poemas, mas gostei deste! :)

    ResponderEliminar
  8. Adoro este poema do Mia Couto e a imagem escolhida
    por você ficou perfeita para o poema.

    Grata pela partilha, Maria!

    Votos de feliz semana!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Gostei do poema, não do doce engano,
    penso que todo o engano é mais amargo
    por serem pensamentos de um alentejano
    penso que o melhor é não fazerem caso!

    Tenha uma boa noite amiga Maria.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  10. Um bonito poema muito bem ilustrado
    Bjs

    Kique

    ResponderEliminar
  11. Grande escritor
    Tive o prazer para encontrar Mia Couto numa resenha. É um homem extremamente agradável e inteligente.
    bj

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.