28/08/2012

Coroai-me de Rosas - Poema de Ricardo Reis






Coroai-me de rosas,
Coroai-me em verdade,
De rosas

Rosas que se apagam
Em fronte a apagar-se
Tão cedo!

Coroai-me de rosas
E de folhas breves.
E basta.


Ricardo Reis (Heterónimo de Fernando Pessoa)


9 comentários:

  1. Escolha perfeita para um suave anoitecer de uma noite de verão.
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Lindas imagens e lindo poema!!!
    Beijos e carinho, Maria!
    Muita paz e novas forças...

    ResponderEliminar
  3. Excelente para começar o dia...
    Obrigada, querida
    bj

    ResponderEliminar
  4. Pessoa tem poemas bonitos, este é um deles.
    As rosas da foto são lindassssss.

    Um abraço com desejo de que as férias estejam a correr bem.

    ResponderEliminar
  5. Maria, lindo poema e belas fotos.bjs

    ResponderEliminar
  6. Poesia e immagine fantastiche!! Vacanze finite per me...purtroppo!! spero che le tue siano state belle come le mie! un abbraccio...ciao

    ResponderEliminar
  7. srsrsr...acabai de postar algo com o basta. Poema pequeno mas que só a palavra coroai-me já é adorno a nossa alma, coroai-nos de rosas. Lindo.

    ResponderEliminar
  8. Olá amiga:
    Bom retorno, muita saúde, paz
    Sempre lindas imagens.
    beijos,
    Léah

    ResponderEliminar
  9. Um retorno coroado de beleza, nas rosas e na poesia...

    Um beijo, Maria querida,
    da Lúcia

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo