sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Fractais – Beleza Infinita

O que são fractais?

Fractais são formas geométricas abstractas de uma beleza incrível, com padrões complexos que se repetem infinitamente, mesmo limitados a uma área finita.




Um fractal é gerado a partir de uma fórmula matemática, muitas vezes simples, mas que aplicada de forma interactiva, produz resultados fascinantes e impressionantes. São formas que se caracterizam por repetir um determinado padrão com ligeiras e constantes variações (auto-similaridade).



Os fractais podem ser identificados na natureza, na forma dos brócolos, em árvores, mariscos, e em qualquer estrutura cujas ramificações sejam variações de uma mesma forma básica.



Em consequência da auto-similaridade, quando vistas através de uma lente de aumento, as diferentes partes de um fractal mostram-se similares à forma como um todo.



O estudo dos fractais tem-se revelado recentemente de grande importância em vários campos das ciências, tais como Biologia, Meteorologia e Economia. As suas figuras geométricas, que possibilitam incontáveis formas e combinações, aliadas à cromoterapia (terapia das cores) e à música proporcionam-nos uma incrível sensação de paz, harmonia, bem estar e saúde.




A ciência dos fractais apresenta estruturas geométricas de grande complexidade e beleza infinita, ligadas às formas da natureza, ao desenvolvimento da vida e à própria compreensão do universo.




Cada universo fractal, gerado a partir de uma única equação matemática, reproduz-se com a semelhança do todo.




E, sem explicação conhecida, iniciam-se diferenciações, criando-se novas formas.




Vivemos num mundo em que a ciência revela novos mistérios a cada dia, e para cada descoberta descortinam-se novos e inesperados horizontes, gerando mais e mais interrogações.




Os fractais deram origem a um novo ramo da matemática, muitas vezes designado como a geometria da natureza. Esse novo tipo de geometria aplica-se na astronomia, na meteorologia, na economia e no cinema.




As formas estranhas e caóticas dos fractais descrevem fenómenos naturais como os sismos, o desenvolvimento das árvores, a forma de algumas raízes, a linha da costa marítima, as nuvens ...




A beleza das imagens... a complexidade da matemática...o caos...




São imagens abstratas que possuem o caráter de onipresença, por terem as características do todo infinitamente multiplicadas dentro de cada parte. Ou seja: cada partícula possui dentro de si a totalidade, o Universo.




"A matemática é o alfabeto com qual, Deus escreveu o universo." (Galileu Galilei)

Sem comentários:

Publicar um comentário

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo