sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Preservar a Natureza - Diga NÃO aos Sacos plásticos


O “tempo” como eu o conhecia em pequena está a mudar, lembro-me que as estações do ano estavam claramente definidas, o Verão era a altura do calor, assim como o Inverno a época das chuvas.




Hoje as alterações climatéricas são por demais evidentes, verificamos cada vez mais, um aumento da frequência de ocorrências extremas, como chuvas intensas que provocam grandes inundações, períodos de intenso calor que tudo seca, ventos fortes, altas ou baixas temperaturas, furacões, enfim o tempo está a mudar.




A natureza faz alertas sucessivos de que é necessário e fundamental, cada um de nós tentar assumir o seu papel, na preservação do meio ambiente.

Penso que nunca é demais falar sobre este tema, passar a palavra, tentar sensibilizar e tentar consciencializar o máximo número de pessoas a preservar a natureza, só assim conseguiremos deixar como herança aos nossos filhos e netos um futuro sustentável.

Hoje vou falar sobre a utilização e efeitos na natureza dos sacos plásticos.




Aparentemente inocentes, são capazes de bloquear acessos de água, causando enchentes nas grandes cidades, provocam a morte de inúmeros animais marinhos (incluindo grandes baleias), devido à ingestão do material, entre muitos outros efeitos ambientais.

Produzidos com resina sintética originada do petróleo, a maioria dos sacos plásticos não é biodegradável e leva vários anos para se decompor. O que acontece com os sacos que já não precisamos e deitamos fora?

Nos países menos desenvolvidos, onde não existem métodos eficazes de colecta e acondicionamento de lixo, os sacos plásticos são quase totalmente abandonados depois do uso e acabam invariavelmente nos cursos de água.




Por vezes são arrastados, até aos mais diferentes lugares do Planeta




A maior parte acaba nos oceanos, mares, rios e lagos




O efeito sobre a vida animal pode ser catastrófico. Cerca de 200 diferentes espécies de vida marinha, incluindo baleias, golfinhos, focas e tartarugas morrem por causa dos sacos plásticos. Morrem depois de ingerir os sacos plásticos, que confundem com comida.




As aves ficam presas sem esperança.



A maior parte dos países já procura substituí-los por alternativas ecologicamente correctas (como o bioplástico, por exemplo) e inibir o seu uso, por meio de proibições, tributações extras e campanhas de consciencialização.
A Irlanda foi o primeiro país da Europa a cobrar impostos sobre os sacos plásticos em 2002. Desta forma, reduziu o consumo em 90%.

O que podemos fazer?

- Utilizar sacos de tecido em substituição dos sacos de plástico.




- Reutilizar os sacos Plásticos
Mas guardar os sacos plásticos não é tarefa fácil, por isso ficam aqui algumas dicas para guardar os sacos: Podemos dobra-los e guardar numa gaveta ou dentro de um outro saco, sendo uma outra boa opção guardá-los dentro dos tubos de cartão dos rolos de cozinha. Basta enrolar cada saco numa pequena bola e enfiá-lo dentro do tubo. Podemos guardar até 10 sacos em cada tubo. Isto torna o guardar dos sacos uma tarefa muito mais simples.


 


- Quando não já não é possível reutilizá-los, colocá-los nos ecopontos adequados, os ecopontos Amarelos.



"É bem provável que tenhamos de enfrentar uma catástrofe ecológica no próximo século, a não ser que mudemos o nosso estilo de vida, a nossa economia e as nossas instituições. A parte mais importante do novo paradigma consiste em construir uma sociedade que nos permita satisfazer as necessidades do povo sem destruir o sistema que nos sustenta e sem acabar com nossas reservas naturais. Enfim, uma sociedade na qual possamos nos manter sem destruir ou reduzir as oportunidades para futuras gerações” afirmou o físico quântico Fritjof Capra.

A nossa vida, o futuro dos nossos descendentes e do nosso Planeta dependem de um Ambiente saudável, que só é possível através de um desenvolvimento natural e sustentável. Porque fazemos parte da Natureza destruí-la equivale a uma autodestruição.

Fontes: “meumundosustentavel”; "ecologicamentesustentavel"; "Estação Online"; "Planetasustentavel"; outros

Animated Landscape, Animated Graphics, Beautiful Landscapes, Nature Pictures, Images and Photos


"Temos de nos tornar na mudança que queremos ver." (Mahatma Gandhi)

3 comentários:

  1. Passeei por seu cantinho e gostei!
    A propósito do problema da poluícão, penso que é um problema de sensibilizaçao, sensibilização que deve ser feita na escola o mais cedo possível, já que nem sempre os pais educam os filhos ao respeito da natureza.

    ***
    estrelinhas num céu limpo aqui deixo*******

    ResponderEliminar
  2. Obrigado pelo seu comentário.
    Concordo plenamente que o sensibilizar as crianças para a protecção e preservação do meio ambiente, deve ser um objectivo pedagógico das escolas, mas penso que é fundamental haver uma continuação desses ensinamentos em casa, pois a melhor maneira de ensinar é dando o exemplo. Realmente o grande problema é como vão os adultos ensinar a respeitar a natureza se eles próprios não estão ainda consciencialisados para assunto.

    Volte sempre,
    Maria

    ResponderEliminar
  3. Gosto muito dos artigos de ótima qualidade do seu Blog. Quando for possível dá uma passadinha para ver nosso Curso de Informática Online. Daienne.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.