sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Amizade - Poema de Pedro Homem de Mello






Amizade


Ser-se amigo é ser-se pai
( — Ou mais do que pai talvez...)
É pôr-se a boca onde cai
A nódoa que nos desfez.

É dar sem receber nada,
Consciente da prisão,
Onde os nossos passos vão
Em linha por nós traçada...

É saber que nos consome
A sede, e sentirmos bem
O Céu, por na Terra, alguém
Rir, cantar e não ter fome.

É aceitar a mentira
E achá-la formosa e humana
Só porque a gente respira
O ar de quem nos engana.


Pedro Homem de Mello, em "Miserere"



6 comentários:

  1. Muito belo, amizade pura, verdadeira não tem preço!
    Amigos verdadeiros, têm muito mais a ver com o fato de termos um coração quente e cheio de amor!

    bj

    ResponderEliminar
  2. Que lindo, hein? Profundo e reflexivo. Genial. Abraços, Maria.

    ResponderEliminar
  3. Um acto de total entrega.
    E sabemos de experiência própria que a Amizade
    é uma plantinha que necessita de muita rega
    e atenção. Senão definha.

    Beijinhos

    Olinda

    ResponderEliminar
  4. Bom dia Maria Rodrigues.

    Poema tão belo, e com tantas verdades. Não conhecia, mas, AMEI.

    Beijinhos. Bom fim de semana.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Amizade é uma preciosidade que guardamos para a vida.
    Lindo poema.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Por agora só venho deixar o meu beijinho e desejar um bom fim de semana.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo