quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Gostaria tanto de poder voar - Poema de Antonio Almeida





Gostaria tanto, de poder voar,
Atravessar o oceano, e por lá te procurar.
Abraçar o teu lindo olhar, no meu olhar,
E em redor do teu corpo andar.

Gostaria tanto, de poder entrar,
No teu coração, e em silêncio o escutar.
Se bem me conheço, por bem gostar,
E de desejos deixar de sonhar.

Gostaria tanto, de poder estar,
Sem nunca mais ter que de ti me lembrar,
Se quanto é doloroso de longe amar.

Que além de deixar do amor falar,
Até que a morte um dia nos fosse separar,
Jamais teria que de longe em ti pensar.

Antonio Almeida




12 comentários:

  1. Olá Maria:)

    Também eu gostava muito de poder voar - nem que fosse uma única vez. Lindo poema! Adorei:)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. oi minha amiga,

    que poema bom de ler,
    o amor é sempre tão envolvente...

    beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Maria...é a primeira vez que visito seu cantinho!
    Vou passar...sempre que puder!
    O poema é lindo!
    Obrigada pela visita!

    ResponderEliminar
  4. A gente, por vezes voa....basta fechar os olhos. E conehcemos outros horizontes, outras vidas...também, porque não, o amor?


    Beijinho

    ResponderEliminar
  5. Ah,como gostaria também de voar,seria muito bom!
    Linda poesia de Antonio Almeida.
    Bjs amiga Maria Rodrigues.
    Carmen Lúcia-mamymilu

    ResponderEliminar
  6. QUERIDA AMIGA CREIO NÃO EXISTIR QUEM NÃO TENHA UM SONHO DE UM DIA PODER VOAR
    LINDO POEMA E IMAGENS PARABENS GRATA POR PARTILHAR POEMA TÃO LINDO BJS MARLENE

    ResponderEliminar
  7. E ao voarmos...sonhamos, vivemos, amamos....Por momentos, estamos apenas nós.....Obrigada pela partilha e pela visita
    Espero que volte...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  8. Oi Maria, que poema lindo.
    Acho que nos nossos cantinhos (blogs) voamos diariamente, pois conseguimos atravessar o oceano e encontrar amigas tão especiais assim como você.
    Bjsssssssssss querida e obrigada pelo carinho

    ResponderEliminar
  9. Sonetozinho encantador!...
    adorei, Maria.
    beijinho.

    ResponderEliminar
  10. Olá Amiga:
    Lindo poema, quando o coração pede é preciso voar nem que seja em sonho.
    beijos,
    Léah

    ResponderEliminar
  11. Olá Maria,
    Que poema gostoso de ler.
    Como gostaria de fazer um voo desse nem seja uma única vez.
    Adorei minha amiga.
    Beijos!

    ResponderEliminar
  12. Olá Maria
    Obrigada pela visita ao meu blog, gostei muito, o seu cantinho é muito acolhedor. Lindo poema. Bjs
    ,

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo