quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

A Felicidade


Pintor: Daniel Ridgway Knight

 
Tristeza não tem fim
Felicidade sim

A felicidade é como a pluma
Que o vento vai levando pelo ar
Voa tão leve
Mas tem a vida breve
Precisa que haja vento sem parar

A felicidade do pobre parece
A grande ilusão do carnaval
A gente trabalha o ano inteiro
Por um momento de sonho
Pra fazer a fantasia
De rei ou de pirata ou jardineira
Para tudo se acabar na quarta-feira

Tristeza não tem fim
Felicidade sim

A felicidade é como a gota
De orvalho numa pétala de flor
Brilha tranquila
Depois de leve oscila
E cai como uma lágrima de amor

A felicidade é uma coisa boa
E tão delicada também
Tem flores e amores
De todas as cores
Tem ninhos de passarinhos
Tudo de bom ela tem
E é por ela ser assim tão delicada
Que eu trato dela sempre muito bem

Tristeza não tem fim
Felicidade sim

A minha felicidade está sonhando
Nos olhos da minha namorada
É como esta noite, passando, passando
Em busca da madrugada
Falem baixo, por favor
Pra que ela acorde alegre com o dia
Oferecendo beijos de amor
 
 
Vinicius de Moraes


8 comentários:

  1. Maravilhosa poesia de Vinícius e a imagem...beijos praianos,chica

    ResponderEliminar
  2. Vinicius lindo demais. Adorei a pintura. Bom dia e beijinhos para ti

    ResponderEliminar
  3. OLÁ MARIA!!!

    TÃO LINDA A PINTURA COMO MERECEDORA DE TAL POEMA DE VINICIUS!!!



    1 BEIJO LÍDIA

    ResponderEliminar
  4. grande Vinícius!
    bela escolha..
    beijos querida..

    ResponderEliminar
  5. Bonita a pintura,o poema é Vinícius e está tudo dito.

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  6. Onde mora ela
    A felicidade e não a tristeza
    Espreitando o sol da janela
    Que está iluminando a natureza!

    Estava uma donzela
    Em sua mão uma flor
    Aquela mulher bela
    A pensar no amor!

    Desejo uma boa noite para você,
    amiga Maria, bons sonhos,
    um beijo
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  7. Bela a viagem, Ridgeway e o poema de Vinicius.
    Obrigada, Maria.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.