segunda-feira, 6 de julho de 2015

Sakuras - A magia das Cerejeiras em Flor



Lindas e românticas, as cerejeiras em flor têm um encanto muito especial e deliciam sempre o nosso olhar. 


Foto: 1ms.net

Foto: 1ms.net


De origem asiática são conhecidas no Japão com a designação de Sakuras, existindo neste país mais de 200 variedades.


Foto: milliwall.com

Foto: hdw.eweb4.com


As sakuras simbolizam no Japão as nuvens, dado que elas desabrocham em massa. Como ficam pouco tempo floridas, as suas flores representam a fragilidade da vida, a sua natureza efémera. De grande simbolismo, são bastante utilizadas na Arte japonesa, desde artesanato, mangá, animê, e em filmes.


Foto: www.Fanpop.com

Foto: hdw.eweb4.com


Geralmente a flor da Cerejeira significa a beleza feminina e simboliza o amor, a felicidade, a renovação e a esperança.


Foto: wallfon.com

Foto: wallpaper-download.net


Belas e delicadas as sakuras são a flor símbolo do Japão.

Para saber mais sobre estas magníficas árvores no País do Sol Nascente, poderá visitar o site: "Japão em Foco".


Foto: www.fanpop.com


Fontes e Fotos: wikipedia; http://www.significados.com.br/; hdw.eweb4.com; www.fanpop.com; 1ms.net; wallpaper-download.net; wallfon.com; milliwall.com;

domingo, 5 de julho de 2015

Soneto




Canta. Busca na vida o que é perfeito.
Olha o sol e não queiras outro guia.
Sonha com a noite e absorve, aspira o dia,
Tal uma flor que te florisse ao peito.

Da terra maternal faze o teu leito.
Respira a terra e bebe o luar. Confia.
Faze de cada pena uma alegria
E um bem de cada mal insatisfeito.

Colhe todas as flores do jardim,
Todos os frutos do pomar e enfim
Colhe todos os sonhos do universo.

Procura eternizar cada momento,
Fecha os olhos a todo o sofrimento
E terás feito a carne do teu verso.

Fernanda de Castro

sábado, 4 de julho de 2015

As Vendedoras de Flores - PINTURAS de Louis Marie de Schyrver




O Pintor Louis Marie de Schyrver nasceu em Paris a 12 de outubro de 1862. Reproduziu de forma maravilhosa mulheres vendendo ou comprando flores, que ele observava percorrendo as ruas de Paris.







Muito talentoso era filho de um jornalista e com apenas treze anos exibiu os seus primeiros trabalhos.






Aos 17 anos na Feira Mundial de Sydney, ganhou ganhou uma medalha de bronze com a sua pintura intitulada Lilas (Lilacs). Nessa época pintava principalmente naturezas mortas e retratos. Foi em 1886, que ele começou a voltar a sua atenção para a vida diária de Paris. Tornou-se membro da Société des Artistes Français em 1888.







As suas descrições de vendedoras de flores, cavalos e carruagens, pessoas elegantes de Paris, ou simples varredores de rua, estavam imbuídas de um extraordinário realismo e luz o que colocou Schryver, ao mais alto nível dos artistas da Belle Époque.




Morreu em Paris no dia 6 de dezembro de 1942, aos 80 anos.

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Queria SER ....




Queria ser uma rosa: Para perfumar todo jardim,
Queria ser uma fragrância: Para marcar cada momento inesquecível.

Queria ser a chuva: Para molhar a terra seca.
Queria ser o sol: Para aquecer as manhãs frias.
Queria ser o frio: Para provocar nas pessoas a vontade de estar bem coladinhos.
Queria ser um peixinho: Para respirar debaixo d’água.
Queria ser o cupido: Para juntar os corações apaixonados.
Queria ser um passarinho: Para acordar as pessoas de manhã com meu lindo cântico.
Queria ser o amor: Para sentir a emoção que ele provoca.
Sei que não posso ser nenhuma dessas coisas, mas sou eternamente grata por Deus criar cada uma delas do jeitinho que são.

Aline Cristina Soares


quinta-feira, 2 de julho de 2015

A Família da Patinhos




Lembram-se da família de patinhos que encontrei no Parque das Nações e que apresentei aqui?

Pois hoje vou mostrar como eles cresceram em duas semanas. Encontrei-os a fazer a sua "higiene pessoal"





Após o banho continuaram a limpeza, mas agora fora de água, com a mãe nunca descurando a vigilância.





Os patinhos acabaram por adormecer ao sol ....





e a mama pata também passou ligeiramente pelo sono ... mas apenas muito ligeiramente, pois estava sempre alerta ao menor ruído ou movimento.




"Ser Mãe é assumir de Deus o dom da criação, da doação e do amor incondicional. Ser mãe é encarnar a divindade na Terra." (Barbosa Filho)

terça-feira, 30 de junho de 2015

A Música em Pinturas



"Todos os dias devíamos ouvir um pouco de música, ler uma boa poesia, ver um quadro bonito e, se possível, dizer algumas palavras sensatas" (Johann Goethe). 


Pintura: Pierre August Renoir

Pintura: Steve Hanks


"A música é celeste, de natureza divina e de tal beleza que encanta a alma e a eleva acima da sua condição." (Aristóteles)


Pintura: Delphin Enjolras

Pintura: Xue Yanqun

Pintura: Eugenio Zampighi


"A música expressa o que não pode ser dito em palavras mas não pode permanecer em silêncio." (Victor Hugo)


Pintura: Zhao Chun


"Cantem e dancem juntos, e sejam felizes. Mas sejam como as cordas de um alaúde, que, embora vibrem com a mesma música, são independentes." (Khalil Gibran)


Pintura: Caravaggio


"Quem ouve música, sente a sua solidão povoada de repente." (Browning)

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Cinerária




Coloridas e cheias de charme são as flores da Cinerária.

O seu nome deriva do latim Cinerarium e significa “de cinzas, das cinzas” e são originárias das Ilhas Canárias.


Foto: www.1zoom.net

Foto: wallpaperscraft.com

Foto: www.1zoom.net


Pertencem à família Asteraceae. O seu nome científico é Senecio cruentus. O género Senecio apresenta cerca de 3.000 espécies, incluindo suculentas, perenes, anuais, aquáticas, arbustos, trepadeiras e pequenas árvore.


Foto: hdwyn.com

Foto: hdwyn.com


São plantas perenes de caule curto, as suas inflorescências são erectas e muito ramificadas sendo compostas por muitas flores de cores vivas.


Foto: wallpaperscraft.com

Foto: www.1zoom.net

Foto: www.1zoom.net


As flores da cinerária podem ser de diversas cores, desde o azul, vermelho, rosa, branco, violeta. O centro é de cor contrastante, podendo ser bicolor. Podem ser utilizadas em canteiros, maciços, vasos e bordaduras.


Foto: www.hdwallpapers.in

Foto: wallpaperscraft.com


Solo: Deve ser bem drenado e rico em matéria orgânica.

Regas: Regulares. Manter o solo um pouco húmido mas sem regar em excesso. Nas plantas de interior o vaso deve ser colocado sobre um prato com água para a planta a absorver, evitando assim molhar as folhas.

Luz e Temperatura: Devem ser cultivadas sob meia-sombra, evitando a exposição à luz solar directa. Quando se encontram no interior devem ser colocadas junto às janelas ou varandas.


Foto: www.1zoom.net

Foto: www.1zoom.net


São flores graciosas que adornam na perfeição os vasos e jardins. Na época da floração são um maravilhoso espectáculo de beleza e cor.


Foto: www.1zoom.net


Fontes e Fotos: Wikipedia; http://www.mundodeflores.com/; http://www.loja.jardicentro.pt/; http://en.wikipedia.org/; http://www.floresnaweb.com/; http://www.plantasonya.com.br/; www.photos-public-domain.com; wallpaperscraft.com; www.1zoom.net; hdwyn.com, outros net.