segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Borboleta azul




Pequenina borboleta
azul no vento esvoaça:
um tremor de madrepérola
flameja, reluz e passa.
Num átimo, num piscar
de olhos, eu vi assim
flamejante e reluzente
a sorte passar por mim.


Hermann Hesse —
in Andares Tradução de Geir Campos

8 comentários:

  1. Linda imagem a emoldurar tão belas rimas
    Uma semana abençoada
    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde, imagem e poema em total sintonia.
    Feliz semana,
    AG

    ResponderEliminar
  3. Minha amiga Maria...

    Borboletas assim,
    estão cada vez mais raras...

    Abraço...
    Aluísio Cavalcante Jr.

    ResponderEliminar
  4. Oi Maria querida, boa tarde!
    Imagem linda e poema super gracioso. Eu acho que algum dia eu fui uma borboletinha de tanto que amos essas "criaturinhas" kkkk
    Bjsss amiga e uma semana abençoada p/vcs é o que desejo

    ResponderEliminar
  5. Que bom de ler!
    Borboleta com poesia.
    Poesia com borboleta.
    Voei como elas...

    abraço
    Lola

    ResponderEliminar
  6. Poema tocante e leve como a borboletinha azul...
    Beijinho

    ResponderEliminar
  7. Adorei ! Tem tudo que gosto, borboleta, flores, enfim Natureza.
    Obrigada por visitar meu Blog.
    blogjoturquezzamundial
    blogaustraliacomcappuccino
    Beijos.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.