terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Canção do Inverno - Poema de Helena Kolody





Cai a neve, de mansinho...
Cai a neve em meus cabelos,
Que eram de ouro e são de luar.

Altas torres de castelo...
Cai a neve, de mansinho,
Para os sonhos sepultar.

Cai a neve... tão de leve!

No meu rosto, brando e brando,
Será a neve resvalando.
Ou é o pranto a deslizar?



Helena Kolody, in “Viagem no Espelho”





10 comentários:

  1. Maravilhoso querida amiga, desejo-lhe uma terça-feira cheia de felicidade, beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Querida amiga
    Gostei muito desse poema, que não conhecia.
    E também não conhecia a autora. Tenho que ir investigar... :)

    Obrigada pela carinhosa presença e parabéns à minha "CASA".

    Votos de uma semana muito feliz.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderEliminar
  3. A neve, faz sempre parte dos nossos sonhos e inspirações. Muito se escreve e canta, por isso!

    :)

    ResponderEliminar
  4. Belíssimo, encantador este poema e tudo em harmonia com
    a imagem escolhida.

    Grata pela partilha, Maria!
    uma semana luminosa para ti!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  5. Uma bela apresentação querida Maria, voce sempre com uma boa escolha de sua sensibilidade.
    Um poema canto. Muito lindo e sensível na neve que cai.
    Gostei.
    Abraços amiga.
    Bjs de paz.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.