sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Podes, ó Tempo, Entrar: Eu Te Convido - Poema de Francisco Joaquim Bingre






Podes, ó Tempo, entrar: eu te convido
A ser hóspede meu, que eu nunca faço
Distinção quando és bom ou mau, pois passo
Os meus dias, de ti nunca esquecido.

Ou me batas à porta, enfurecido,
Envolto em furacões, com torvo braço,
Ou entres brandamente, passo a passo,
Cum sorriso na boca apetecido:

Ou me sejas contrário, ou venturoso,
Eu me acomodo a ti e a pouco custo,
Se visitar-me vens, tempestuoso.

Às tuas intenções sempre me ajusto.
Tu, a quem pensa, és sempre proveitoso:
Feliz quem te ama sem pavor nem susto.


Francisco Joaquim Bingre



12 comentários:

  1. Maravilhoso querida amiga um tempo incessante ,muitos beijinhos feliz sexta-feira

    ResponderEliminar
  2. Una invitación muy tentadora, Maria. Un abrazo.

    ResponderEliminar
  3. Bom dia amiga!
    Uma salutar sabedoria exalam esses versos...é nossa maneira de encarar o tempo que fará a diferença. Seja ele portador de bons ou maus acontecimentos, se formos senhores de nosso reino mental e espiritual, acolheremos com igual serenidade o que ele nos traz. Lindo achado!
    Um feliz e abençoado final de semana para você e sua família.
    Abraços com carinho - Bíndi e Ghost

    ResponderEliminar
  4. Que bonito! Obrigada pela partilha e escola.

    Beijo, bom fim de semana.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Gracias por compartir tan bello poema, María!
    Muchos besos :)

    ResponderEliminar
  6. Não conhecia. Nem poema, nem poeta. Obrigada pela partilha.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  7. Parabéns pela escolha deste poema, Maria!
    Bom fim de semana, beijos!

    ResponderEliminar
  8. Maria
    não conhecia o poeta e achei o soneto muito bom e bem rimado
    enaltecer o tempo em forma de poesia
    bom fim de semana.
    beijinho
    :)

    ResponderEliminar
  9. Boa opção, cara amiga Maria Rodrigues. Belo soneto. Um abraço daqui do sul. Tenhas um lindo fim de semana.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.