segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Escova-de-garrafas (Callistemon)




As suas flores lembram uma escova de lavar garrafas daí o seu nome comum. São endémicas da Austrália, mas amplamente cultivada em muitas outras regiões e naturalizado em locais dispersos. Foram cultivados na Europa desde a espécime Callistemon citrinus introduzida para o Kew Gardens em Londres por Joseph Banks em 1789.




São plantas perenes, pertencem à família Myrtaceae, um género que possui 34 espécies catalogadas. As escovas-de-garrafa apresentam-se com um porte arbustivo ou de arvoreta. Têm um crescimento relativamente lento. Algumas espécies poderão atingir alturas de 4 metros. As suas folhas são em geral pequenas de tama, que vão se tornando bronzeadas com o tempo.




A cor varia consoante as espécies; a maioria é vermelha, mas algumas espeécies são amarelo, verde, laranja ou branco. As suas flores têm um formato cilíndrico com numerosos estames.




Devem ser cultivadas sob sol pleno, não sendo exigentes quanto à fertilidade do solo. No paisagismo, pela sua exótica beleza podem ser utilizadas como árvores isoladas, como formação de cercas-vivas ou em vasos.




Texto explicativo: wikipedia
Fotos: Pessoais

19 comentários:

  1. Tão linda essa flor, bem original mesmo! Adorei! Ótima semana! bjs, chica

    ResponderEliminar
  2. Bom dia querida amiga são muito lindas ,beijinhos muitas felicidades

    ResponderEliminar
  3. Adoro...Adoro este arbusto!

    Beijo e uma excelente semana.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Olá Maria!

    Aqui perto onde moro há uma pequena árvore na forma de escova-de-garrafas.
    Já cliquei, mas todo vez que passo ao seu lado não resisto admirá-la!
    Muito linda suas flores, não é? Parecem mesmo escovinhas!

    Linda semana!

    Bjks

    ResponderEliminar
  5. Parecem realmente escovas de garrafas... Mas são lindas e gostei da informação sobre estas flores. Obrigada.
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  6. São lindas, não conhecia.

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  7. Uma bonita espécie de flor que eu não conhecia
    Tenha uma boa semana.
    Élys.

    ResponderEliminar
  8. Lindas e bem diferentes!
    Adorei conhecê-las Maria Rodrigues.
    Bjs e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  9. Boa tarde, conheço mas não sabia o nome nem a origem, existe em árvore perto da minha casam só conheço em vermelho, as fotos são perfeitas.
    Feliz semana,
    AG

    ResponderEliminar
  10. Maria
    A flor que, desconhecia, é linda e sendo de planta perene e, em certos lugares, planta endémica ela configura flor rara. Interessante a sua parecença a
    escantilhão.
    Agradeço que veja, leia e comente BRASIL - O SORRISO DE DEUS.
    Agora com o Capítulo: MANAUS E A DIPLOMACIA PORTUGUESA.

    beijos.

    ResponderEliminar
  11. Maria
    A flor que, desconhecia, é linda e sendo de planta perene e, em certos lugares, planta endémica ela configura flor rara. Interessante a sua parecença a
    escantilhão.
    Agradeço que veja, leia e comente BRASIL - O SORRISO DE DEUS.
    Agora com o Capítulo: MANAUS E A DIPLOMACIA PORTUGUESA.

    beijos.

    ResponderEliminar
  12. Maria
    A flor que, desconhecia, é linda e sendo de planta perene e, em certos lugares, planta endémica ela configura flor rara. Interessante a sua parecença a
    escantilhão.
    Agradeço que veja, leia e comente BRASIL - O SORRISO DE DEUS.
    Agora com o Capítulo: MANAUS E A DIPLOMACIA PORTUGUESA.

    beijos.

    ResponderEliminar
  13. Magnífica, a arte da Natureza. São belíssimos espécimes que adornam e embelezam os canteiros.
    Parabéns.

    Beijo
    SOL

    ResponderEliminar
  14. Adoro estas flores. O Jorge tem esta árvore no quintal, pelo que tenho imensas imagens, das mesmas, ainda por colocar no blogue...
    Sempre resultam muito bem em imagem, e estas não fogem à regra! Estão lindas!
    Finalmente conseguindo passar por aqui, depois de um período mais ausente, por estes dias, mais atarefado e mais ausente de alguns blogues... mas porque por estes lados, já não tenho impedimentos de net, conto retomar a habitual assiduidade!...
    Beijinhos, Maria! Boa semana!
    Ana

    ResponderEliminar
  15. Não conhecia essa especie. Parece mesmo uma escova de garrafa. A natureza sempre nos surpreendendo com suas artes.
    Adorei conhecer essa planta.
    Ótima semana!
    Abraço grande!
    Blog da Smareis

    ResponderEliminar
  16. Na minha terra esa linda flor chama-se muita desrespeitosa escova-de-sanita
    abraços

    ResponderEliminar
  17. Acróstico

    Mas se parece tão simples assim
    A Maria Rodrigues nos convence
    Realmente, ela, tintim por tintim
    Incrível até às raias do non sense
    Adota ser talentosa até o fim.

    Receita de memoráveis escritos
    O que, sobretudo, a todos cativa
    Desses textos espertos e bonitos
    Resume sua alma tão criativa
    Infunde-nos ardores infinitos
    Ganha nossa admiração cativa
    Unindo cérebros circunscritos
    E mantendo nossa mente viva
    Sob signo dela ficamos contritos.

    ResponderEliminar
  18. Olá querida amiga Maria!
    Temos estas delicadas escovinhas aqui no Brasil e são tão lindinhas.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.