domingo, 23 de outubro de 2016

Árvore-do-incenso (pitósporo-ondulado)




O Pittosporum undulatum Ventenat ( nome científico ), é também conhecido pelos nomes comuns de pitósporo-ondulado, árvore-do-incenso, pau-incenso, incenseiro, falsa-árvore-do-incenso ou faia-do-norte.




Da família Pittosporaceae, pode crescer até aos 15 m de altura.






É uma árvore perene, com folhas verde escuro, alongadas e com margens onduladas (daí o epíteto específico undulatum).




As suas flores agrupam-se em cimos, têm pétalas brancas, lanceoladas e estames amarelos. São muito aromáticas emitindo um cheiro suave mas intenso, especialmente durante a noite e madrugada, que pode ser facilmente percebido a centenas de metros da árvore. 





As suas flores perfumadas atraem as abelhas.





É originária das áreas húmidas da costa oriental da Austrália, mas teve a sua área de implantação drasticamente expandida após a colonização europeia. 




É uma árvore de crescimento extremamente rápido, colonizando rapidamente áreas desflorestadas, transformando-se numa séria praga em várias regiões onde foi introduzida, como as Caraíbas, o Hawaii, os Açores, a Madeira e o sul do Brasil. 




Até na região de Sydney, área onde a planta é nativa, o P. undulatum expandiu-se para solos e formações vegetais que anteriormente não ocupava, eliminando por competição muitas das espécies que naturalmente ocorriam nesses habitats. 




Devido às suas folhas muito lustrosas e pelas suas lindas e perfumadas flores,  é muito apreciada para fins ornamentais em jardins e arborização urbana,  no entanto ela é considerada uma planta invasora em muitas regiões. 




Texto explicativo: Wikipedia
Fotos: Pessoais

6 comentários:

  1. Não conhecia ,desejo-lhe um domingo muito feliz ,beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Esta flor é lindíssima.

    Resto de um bom Domingo. Beijo
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Oi, Maria!
    Na minha infância havia uma árvore dessas...mas davam outro nome...É muito bonita e nasce até com galhos cravados displicentemente ao solo.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  4. Que linda, Maria!
    Não conhecia essa belezura.
    Obrigada pela partilha por meio de suas belas fotos!

    Bjks

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.