terça-feira, 13 de setembro de 2016

Poeminha Amoroso - Cora Coralina





Este é um poema de amor
tão meigo, tão terno, tão teu…
É uma oferenda aos teus momentos
de luta e de brisa e de céu…
E eu,
quero te servir a poesia
numa concha azul do mar
ou numa cesta de flores do campo.
Talvez tu possas entender o meu amor.
Mas se isso não acontecer,
não importa.
Já está declarado e estampado
nas linhas e entrelinhas
deste pequeno poema,
o verso;
te deixará pasmo, surpreso, perplexo…
eu te amo, perdoa-me, eu te amo…


Cora Coralina



7 comentários:

  1. Que poema maravilhoso!! Amei :-)

    Beijos


    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Oi que lindo, Maria, que teu dia seja muito feliz!
    Beijos!
    Mariangela

    ResponderEliminar
  3. Lindo, doce, meigo poema de amor! beijos, ótima semana,chica

    ResponderEliminar
  4. Maria, quanta ternura neste belíssimo poema que escolheu! Vim deixar meu carinho! bjs

    ResponderEliminar
  5. Um declaração tão linda e sincera de amor só pode surpreender e pasmar mesmo o destinatário :)

    Gosto muito de Cora Coralina.

    Um beijinho amiga Maria

    ResponderEliminar
  6. Amo a doçura e delicadeza de Cora! Beijinhos

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.