segunda-feira, 9 de maio de 2016

Erros meus, má Fortuna, Amor ardente - Soneto Luís Vaz Camões





Erros meus, má Fortuna, Amor ardente
Em minha perdição se conjuraram;
Os erros e a Fortuna sobejaram,
Que para mim bastava Amor somente.

Tudo passei; mas tenho tão presente
A grande dor das cousas que passaram,
Que já as frequências suas me ensinaram
A desejos deixar de ser contente.

Errei todo o discurso de meus anos;
Dei causa a que a Fortuna castigasse
As minhas mal fundadas esperanças.

De Amor não vi senão breves enganos.
Oh! Quem tanto pudesse, que fartasse
Este meu duro Génio de vinganças!


Luís Vaz de Camões, in "Sonetos"



12 comentários:

  1. Beleza gostei, é lindo continue com estas maravilhas.

    ResponderEliminar
  2. Simplesmente amei.

    Tenho Poema que, hoje, cisma em não sair para os blogues.

    Coisas de Uma Vida 172

    ResponderEliminar
  3. Camões! O nosso poeta maior... Que bom encontrá-lo aqui.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  4. Maria , com Camões nos presenteia e agradeço . Também , por suas generosas visitas ao meu espaço . Beijos e boa semana .

    ResponderEliminar
  5. Já não lia este poema há décadas...
    Obrigado pela partilha, gostei.
    Boa semana, querida amiga Maria.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  6. Olá Maria! É sempre assim! As lamentações vêm sempre depois. Belo e profundo soneto do grande Camoês.

    Beijos,

    Furtado

    ResponderEliminar
  7. Boa tarde, maravilhosa partilha do belo soneto de Luís de Camões.
    Boa semana,
    AG

    ResponderEliminar
  8. é..Camões era bem confuso das ideias...rs...Assim como alguém que conheço. Mas tá...Sabia escrever. mais risos

    ResponderEliminar
  9. Maravilhoso Camões ,beijinhos querida amiga .

    ResponderEliminar
  10. Camões apaixonado,
    pelo amor ardente
    o pastor lá no prado
    o calor do sol sente
    quando guarda o gado
    cantando alegremente!

    Boa noite e bons sonhos, amiga Maria, um abraço,
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  11. Uau!!!!! É só o que me ocorre dizer!...
    Que postagem linda, Maria!!!!
    Só agora deu para passar, por aqui... sendo assim... vou espreitar as maravilhas que andei perdendo entretanto, por estas paragens...
    Beijinhos! Boa semana!
    Ana

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.