domingo, 15 de maio de 2016

A uma Violeta - Poema de Belmira de Andrade





Meiga flor! Tu, que és tão pura,
De aromas tão perfumada,
    Tão mimosa!...
Porque ocultas na espessura
Tua face aveludada,
     Vergonhosa?!...
Receias que a rosa altiva
Te mire com o frio olhar
     De ironia?
Temes que sua cor viva,
Suas galas a ostentar
     De ti ria?
Oh! não fujas de mostrar-te
A par da mais linda flor
    Flor dilecta!
Não pôde a rosa igualar-te
Na modéstia e no candor,
    Não, violeta!
Que importa que a linda rosa
Tenha um trono alevantado
     Entre as flores?!...
Ai, que importa se a maldosa
D'espinhos tem circundado
    Seus primores!...
E tu, símbolo da candura,
Minha flor de inspiração,
    Meu amor!
Quem teus encantos procura
Há-de acha-los sem traição,
    Roxa flor!...
Violeta, flor mimosa,
Nunca teu colo se dobre
    Ao temporal!...
Nunca tua haste viçosa
Emurchecida sossobre
    Ao vendaval!
Beijem-te as auras suaves,
Teu casto seio afagando
    Delirantes!
Festejem-te lindas aves
Seus gorjeios modulando
    Incessantes!


Belmira de Andrade

10 comentários:

  1. Imagens bonitas e fiquei a conhecer uma poeta que não conhecia
    um beijinho
    Gábi

    ResponderEliminar
  2. Lindas e simples as violetas, assim como muitas outras florzinhas do campo, singelas mas de grande beleza. Mas não é a simplicidade o melhor que podemos mostrar aos outros? Beijinhos, Maria e fica bem.
    Emilia

    ResponderEliminar
  3. Que bonito e perfumado poema! parabéns pela escolha

    Beijo, bom Domingo.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Oi amiga, que lindo poema, adorei!!
    Espero que você e sua mãe estejam bem!
    Desculpe a ausência!
    vim lhe desejar uma ótima semana, beijosos e fique com Deus!!!

    ResponderEliminar
  5. Olá, Maria.
    Ah, as flores! Qual dentre elas a mais bela? Cabe-nos a nós morrer de amores.
    bj amg

    ResponderEliminar
  6. Uma poetisa para mim...desconhecida!
    Mas gostei...bj

    ResponderEliminar
  7. Palavras lindas homenageando uma maravilhosa flor
    Um poema encantador da Belmira
    Uma ótima semana
    Beijos

    ResponderEliminar
  8. Maravilhoso poema querida amiga ,desejo-lhe uma semana cheia de felicidade ,beijinhos no coração.

    ResponderEliminar
  9. Poema bonito e despretensioso como a mimosa florzinha de cheiro marcante...
    Beijo.

    ResponderEliminar
  10. Uma autora que desconhecia...
    Já Belmiro de Andrade... será bem conhecido... :-D
    Fora de brincadeiras... adorei o poema, que retratou tão bem esta flor!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.