terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Alegria - Poema de José Saramago




Já ouço gritos ao longe
Já diz a voz do amor
A alegria do corpo
O esquecimento da dor

Já os ventos recolheram
Já o verão se nos oferece
Quantos frutos quantas fontes
Mais o sol que nos aquece

Já colho jasmins e nardos
Já tenho colares de rosas
E danço no meio da estrada
As danças prodigiosas

Já os sorrisos se dão
Já se dão as voltas todas
Ó certeza das certezas
Ó alegria das bodas


José Saramago, em "Provavelmente Alegria"


7 comentários:

  1. Não ia muito à bola com ele, mas passei por aqui, para lhe desejar BOM CARNAVAL!
    Da Figueira da Foz com alegria, o meu abraço.

    ResponderEliminar
  2. Que a alegria abunde sempre em todos os momentos da nossa vida ,desejo-lhe uma linda ter-feira de Carnaval cheia de felicidade ,beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Oi Maria,
    Amei a poesia
    Que visual lindo tudo aqui
    Parabéns
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  4. Providencial, Maria, esse alegre poema de Saramago: obrigada, beijo!

    ResponderEliminar
  5. Fantástico!!

    Um Bom dia de Carnaval

    Beijo
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Lindo! Sem mais palavras...

    Abraço.
    http://artedaelda.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  7. Gostei de ler este poema de Saramago...
    Estou mais habituada a lê-lo em prosa... pelo que foi uma agradável surpresa!
    Grata pela partilha...
    Bjs
    Ana

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.