quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Sinfonia de Cor - Poema de Armando Côrtes-Rodrigues




Sempre defronte
de mim
o mar azul, o mar imenso, o mar sem fim,
todo igual e azul até ao horizonte.

Neste dia delirante
de luz crua a jorrar, intensa, lá do alto,
uma vela distante
mancha de branco o seu azul-cobalto.

Um traço de espuma branca
junto à penedia
marca a linha da costa em enseada franca.

E a nota branca
das gaivotas em bando,
esvoaçando
à revelia,
e um ritmo novo de alegria,
de ruído e de graça.

Perto uma vela passa,
lenço branco a acenar...

Não ter asas também para poder voar
aonde me levasse a minha fantasia!
E ser gaivota e mergulhar
na água e bater asas,
alegre, todo o dia!

Poisar nos calhaus negros, que são brasas,
brasas negras a arder,
e ver aos pés a referver
aos borbotões de espuma.

Dar um grito e subir,
subir alto e distante,
já quando a terra se esfuma
e o mar aumenta, quanto mais avante.

Partir!

Partir para o delírio das alturas,
só, entre o céu e o mar,
longe do mundo e mais das criaturas.

Ah! Não ter asas e poder voar
de alma desvairada,
entontecer-me de espaço...

– Nota branca riscada
entre o azul do céu e o azul do mar.

Depois voltar
para ver
o sol morrer
num clarão de fogueira,
incendiando o céu, metalizando o mar...

E ver a noite abrir
o regaço
para deixar cair
uma a uma as estrelas.

Adormecer a vê-las...

Depois sonhar,
num delírio de cor, a noite inteira.


Armando Côrtes-Rodrigues, em 'Antologia Poética'



23 comentários:

  1. Oi Maria
    Mas que bela poesia.
    Às vezes da vontade de ser uma gaivota, rasar o mar e subir nas alturas e nas montanhas morar.
    Beijo no coração
    Minicontista2

    ResponderEliminar
  2. Um lindo olhar sobre o mar coberto por este lindo céu.
    Haja inspiração na linda construção Maria.
    Bela partilha amiga.
    Abraços e beijo de paz e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  3. Um belo poema de um autor que desconhecia.
    Um abraço e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  4. Bonito poema! bom fim de semana.

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  5. Linda Antologia Poética de Armando Cortês Rodrigues.
    Uma verdadeira sinfonia em palavras e versos.
    Bjs Maria Rodrigues,obrigada pela visita e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  6. Maria que linda mensagem, traz uma calma, linda a imagem, Maria beijos.

    ResponderEliminar
  7. Um poema cheio de cor e reflexão... "E um ritmo novo de alegria, de ruído e de graça." Bonita frase!!
    Sonhos com uma bela liberdade, realidade...

    Beijinhos e bom fim de semana, Maria!

    ResponderEliminar
  8. Adorei o fim...
    Bjs e bom fim de semana em tons de azuis...
    Anna

    ResponderEliminar
  9. Abençoado final de semana!!!!!!!!!! Beijos

    ResponderEliminar
  10. Maravilhoso, como sempre!

    Beijo, bom fim de semana.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  11. Olá Maria!!
    Que lindo...uma leitura que faz a gente voar nas lembranças!
    Aproveito para te convidar a participar do sorteio que está rolando lá no blog!!
    Beijos mil e ótimo final de semana pra ti! =)
    www.deliciasdavodeo.com.br

    ResponderEliminar
  12. Que feliz escolha! Não conhecia o poema e me deliciei com os versos de Armando Côrtes-Rodrigues. Bjs.

    ResponderEliminar
  13. Maravilha.....Não conhecia. Obrigado
    BFS
    Beijo

    ResponderEliminar
  14. Belíssimo poema, Maria. Bem clássico. Abraços!

    ResponderEliminar
  15. Voo, tranquilo, de gaivota, até onde o Mar tocar o Céu. Tudo azul, num tom pouco diferenciado.
    Poesia magnífica.
    Parabéns pela escolha.


    Beijo
    SOL

    ResponderEliminar
  16. Não conhecia o poeta Armando Cortês-Rodrigues, menos o poema, de gostei bem.
    Beijos

    ResponderEliminar
  17. Gostei tanto do poema como da ilustração.


    Bom fim de semana :)

    ResponderEliminar
  18. Belíssimo poema que desconhecia... com o mar como pano de fundo...
    Pura delícia! Para ler e reler...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.