segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Plenitude





Sorri, sorriste. O Mundo era pequeno.
Mas bastava. Cabia nele, intacto,
o encantamento pleno
que te detinha ali, junto de mim,
que nos detinha ali, serenos, puros
longe da multidão, longe do Tempo
rio que passava ao largo e nós ficávamos.

Sebastião Gama


16 comentários:

  1. Um poema romântico e muito bonito, Maria!
    Fiquei alegre com a sua visita, obrigada...
    Desejo que tudo esteja bem com você e família, agora mais fortalecidas, confortadas...

    Muita paz e o meu abraço... Uma Linda Semana!

    ResponderEliminar
  2. Oi Maria
    Desculpe a demora( tenho e-mail no meu blog, passa um para mim).
    Para o amor não precisa muita coisa, os dois trabalhando vão vivendo felizes e nem precisa um lugar tão lindo como o seu, mas os dois saindo de casa olhando o céu estrelado, a lua e a troca de um beijo de amor.
    Beijos no coração
    minicontista

    ResponderEliminar
  3. O mundo é pequeno e estreito para um amor de sonhos e encantamentos em cada instante.
    Belo poema numa linda ilustração.
    Para voces uma bela semana de paz e luz.
    Meu abraço beijo

    ResponderEliminar
  4. Que encanto! Nem vejo o mundo pequeno quando o isolamento é fruto de felicidade. Bjs.

    ResponderEliminar
  5. Bom dia, Maria
    Poema muito bonito! Obrigada

    Beijo e um dia feliz

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Um belo poema do poeta da Arrábida.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
  7. Sebastião Gama, o "Poeta da Arrábida", de que tanto gosto!
    Deixou-nos poemas maravilhosos. Este é um deles. Lindo!

    Um beijo
    MIGUEL / ÉS A MINHA DEUSA

    ResponderEliminar
  8. Às vezes é assim que temos vontade de viver - num mundo pequeno, com poucas pessoas e cheio de simplicidade, onde esta simplicidade nos envolve e nos faz feliz.
    Belo poema!
    Obrigada pelo carinho com os Gelinhos.

    Abraços e linda semana.

    ResponderEliminar
  9. E há pequenos mundos... que são o nosso mundo todo, mesmo...
    Poema e imagem lindíssimos, Maria!
    Como sempre um a bela partilha, por aqui!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  10. Poema belíssimo ,a imagem de sonho quem não gostaria de estar neste paraíso,beijinhos muitas felicidades

    ResponderEliminar
  11. Maria, lindo e elegante poema de Sebastião da Gama, que na tua sensibilidade optaste.
    beijos

    ResponderEliminar
  12. Olá Maria, vim conhecer seu blog e dizer que, como vc, Adoro mamão.
    E eu como os caroços. Mas não mastigo os caroços.

    ResponderEliminar
  13. Se ficar é felicidade, bendito estancamento.
    Abraços de vida, querida amiga

    ResponderEliminar
  14. Sebastião da Gama na plenitude do romantismo que imprimia noe seus poemas.
    A imagem não podia ser outra!
    belíssimo
    Beijinho, Maria

    ResponderEliminar
  15. Lindíssimo!
    O estado de plenitude cabe perfeitamente nos versos do poeta.
    Bela imagem.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  16. Un poema bellisimo acompañado de una imagen preciosa! Tienes un blog encantador y muy interesante.
    Mar. :)

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.