quarta-feira, 10 de junho de 2015

Verdes são os Campos - Poema de Luís de Camões





Verdes são os campos,
De cor de limão:
Assim são os olhos
Do meu coração.

Campo, que te estendes
Com verdura bela;
Ovelhas, que nela
Vosso pasto tendes,
De ervas vos mantendes
Que traz o Verão,
E eu das lembranças
Do meu coração.

Gados que pasceis
Com contentamento,
Vosso mantimento
Não no entendereis;
Isso que comeis
Não são ervas, não:
São graças dos olhos
Do meu coração.


Luís de Camões



8 comentários:

  1. Belo Poema, obrigada por compartilhar. Um abraço.

    ResponderEliminar
  2. Bom dia
    Sempre Lindo!

    Bom feriado

    Beijo
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Bela escolha para este dia tão especial como o dia de Portugal,beijinhos.

    ResponderEliminar
  4. Peço desculpa dia também de Camões e de todas as comunidades portuguesas :)

    ResponderEliminar
  5. Poema lindíssimo de Luís de Camões.
    Feliz feriado aí em Portugal Maria Rodrigues.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  6. Belíssima poesia de Luís de Camões.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  7. Maria: Lindo poema de Luis de Camões. Peço desculpa por andar fugido, mas a saúde não tem ajudado e ultimamente fiquei sem computador o mesmo adoeceu e morreu, tive de comprar outro.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.