domingo, 28 de junho de 2015

Um Caminho de Palavras - Poema de António Ramos Rosa



Tudo o que sei, já lá está, mas não estão os meus
passos nem os meus braços. Por isso caminho,
caminho, porque há um intervalo entre tudo e
eu, e nesse intervalo caminho e descubro o meu caminho.

Mas entre mim e os meus passos há um intervalo
também: então invento os meus passos e o meu próprio
caminho. E com as palavras de vento e de pedras,
invento o vento e as pedras, caminho um caminho de palavras.

Caminho um caminho de palavras
(porque me deram o sol)
e por esse caminho me ligo ao sol
e pelo sol me ligo a mim
E porque a noite não tem limites
alargo o dia e faço-me dia
e faço-me sol porque o sol existe

Mas a noite existe
e a palavra sabe-o.

António Ramos Rosa,
in "Sobre o Rosto da Terra"




15 comentários:

  1. Bom dia
    Poemas que nos ajudam a rever os caminhos que fazemos e como os vivemos.
    A vida também nos guarda uma partida.
    Desejo-vos uma boa semana.

    ResponderEliminar

  2. Me ha encantado tu bloc te espero esta semana con un post que va de platos, para decorar, para presentar i para comer, en elracodeldetall.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Bom dia

    Um Poema maravilhoso, que adorei ler.

    Beijos
    Bom Domingo

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Oi oi querida,venho desejar-te uma excelente semana,tudo de bom,fica bem!! Até breve!!

    ResponderEliminar
  5. ✿゚。ه
    Muito lírico!!! Imagem super linda!!!

    Ótimo domingo! Boa semana!
    Beijinhos.
    ❤❤ه° ·.

    ResponderEliminar
  6. Magnifico este belo poema do Ramos Rosa.
    Um abraço e bom Domingo.

    ResponderEliminar
  7. Lindo poema , nossos caminhos somos nós que fazemos
    alargamos com muita paciencia e amor.
    beijinhos

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  8. Olá Maria belo poema desse autor; faz-nos a refletir
    os nossos caminhos que estamos trilhando;
    Aproveito tbm para agradecer as suas visitas lá na casa.
    Bom começo de semana.
    Janicce.

    ResponderEliminar
  9. oi minha amiga,

    voltando aos poucos e já encontro uma beleza dessas...

    beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Maria!
    Que linda poesia onde o sentimento se faz presente.
    Adorei a imagem
    Beijos

    ResponderEliminar
  11. Belíssimo poema.
    Adorei a oportunidade de lê-lo.
    As imagens também são lindas.

    Ótima e feliz semana.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  12. Buena entrada..por aquí de verano..te mando un beso desde Murcia...

    ResponderEliminar
  13. Um poema que não conhecia e que encerra a magia da palavra!!! Boa semana!

    ResponderEliminar
  14. Passos e caminhos, e a luz do sol clareando nosso dia a dia que a noite não tarda, e as vezes ela pode parecer tão mais longa que vários longos dias. Um grande abraço

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.