quinta-feira, 4 de junho de 2015

A silenciosa força das flores - Poema de Ana Hatherly




A silenciosa força das flores
Emana de suas cores
Que são a sua voz
Os seus anúncios
O seu mosaico de intenções
E digressões
Vitais em seus prenúncios

Sua beleza
Sua inestimável fineza
Está
Em seu corpo a corpo com o desejo
Sua façanha é
Inspirar o beijo
Do errante visitante que as fecunda

Silentes
Apelam
Dando gritos de perfume


Ana Hatherly

6 comentários:

  1. Um belo e colorido poema floral.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
  2. Fantástico poema e imagem. Parabéns

    Beijos
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Muito bem,lindo e encantador poema!! Gostei imenso!! Continuação de excelente semana para ti e até breve!!

    ResponderEliminar
  4. Maria Rodrigues, a evocação poética das flores, é a poesia, de um em dois.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Olá Maria. A poesia é sempre a poesia,é falar em palavras que nos completam.Beijinho

    ResponderEliminar
  6. Muito lindo parabéns ,desejo-lhe muitas felicidades ,beijinhos.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.