quinta-feira, 16 de abril de 2015

O Vento





O vento é bom bailador
baila,baila e assobia
baila,baila e redopia
e tudo baila em seu redor

E diz às flores,bailando
-Bailai comigo,bailai!
E elas,curvadas,arfando,
começam,débeis,bailando
e as suas folhas tombando
uma se esfolha,outra cai
e o vento as deixa,abalando
-e lá vai!...

E diz às folhas caídas
-Bailai comigo,bailai!
No quieto chão remexidas
as folhas por ele erguidas
pobres,velhas ressequidas
~e pendidas como um ai
bailam,doidas e chorando
e o vento as deixa,abalando
-e lá vai!...

E diz às ondas que rolam:
-Bailai comigo,bailai
E as ondas no ar se empolam
em seus braços nus o enrolam
e batalham
e seus cabelos se espelham
nas mãos do vento,flutuando
e o vento as deixa,abalando
-e lá vai!...

Antonio Lopes Vieira

5 comentários:

  1. Não existem outras palavras mais certas para definir este poema que não seja: BRILHANTE

    Deixo cumprimentos
    Bom fim de semana
    .
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Querida amiga Maria Rodrigues, vale sempre a pena rever um poema da António Lopes Vieira, poeta que nos meus tempos da Instrução Primária, aparecia nos livros de leitura.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Um poema muito lírico
    .Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  4. Olá Maria, o poema é muito bom, o vento baila com as flores, com as folhas, com as ondas do mar, e quando não há mais nada, vamos nós com ele bailar.
    Tudo bom.
    Peregrino E Servo.

    ResponderEliminar
  5. bailamos nesta ventania..........até arrepia..

    sorrie se feliz......

    beijos..

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.