terça-feira, 7 de abril de 2015

Cada Coisa




Cada coisa tem o seu fulgor,
a sua música.
Na laranja madura canta o sol,
na neve o melro azul.
Não só as coisas,
os próprios animais
brilham de uma luz acariciada;
quando o inverno
se aproxima dos seus olhos
a transparência das estrelas
torna-se fonte da sua respiração.
Só isso faz
com que durem ainda.
Assim o coração.

Eugénio de Andrade

7 comentários:

  1. oi minha amiga,

    sim,sim,sim...
    cada coisa tem seus mistérios e seus encantos...
    isso é maravilhoso!!!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Oi querida amiga, como vai a sua mãe? Espero que bem!!
    Desejo uma semana maravilhosa para você e família, beijos e fique com Deus!!

    ResponderEliminar
  3. Lindas imagens de \LISBOA quem me derá um dia poder conhecer...
    Linda poesia! bjsss

    ResponderEliminar
  4. Lindo poema Maria!
    É verdade, cada coisa tem sua beleza própria e única...

    Uma semana com muita paz a você. abraço.

    ResponderEliminar
  5. Bom minha querida, que a paz e o amor sempre circulem em sua volta, que o seu sol jamais deixe de brilhar e os passarinhos não deixem de cantar,
    Que o fim de semana que vem chegando lhe proporcione mais uma linda viagem, para gosar as suas verdeiras inspirações, as suas fotos, beijinhos de luz e muita paz.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.