quarta-feira, 22 de abril de 2015

A Rosa - Um Suspiro




Se esta flor tão bela e pura,
Que apenas uma hora dura,
Tem pintado no matiz
O que o seu perfume diz,
Por certo na linda cor
Mostra um suspiro d’amor:
Dos que eu chego a conhecer
É este o maior prazer.
E a rosa como um suspiro
Há-de ser; bem se discorre:
Tem na vida o mesmo giro,
É um gosto que nasce e - morre.

Almeida Garrett

10 comentários:

  1. Bom dia
    Lindo de mais o seu poema.´
    A imagem é divina-.

    Beijinhos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Gosto muito de rosas. Gostei do poema de Almeida Garrett.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  3. Grande Almeida Garrett! Belíssimo poema Maria! Ótima escolha!

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderEliminar
  4. Lindo poema.
    Mas o que falar mais das rosas; realmente elas são tudo de bom.
    Adoro.
    Abraços
    Janicce.

    ResponderEliminar
  5. Belíssimo poema!Tal como as rosas, que amo vermelhas.

    Beijinho querida

    ResponderEliminar
  6. oi Maria,

    eu adoro as rosas,
    principalmente as amarelas...

    beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Um belo poema, "Tem a vida o mesmo giro. É um gosto que nasce e Morre".
    Que enquanto vivemos possamos sentir os perfumes e a beleza. Um mudo cor de rosa.. Grande poeta Almeida Garrett.
    Um abraço. obrigada pela visita.

    ResponderEliminar
  8. o poema está muito bem a fazer parceria com a imagem.
    gosto muito de rosas, para mim é e será sempre a rainha das flores.
    tenho uma preferência pelas de cor amarela.
    bom fim de semana.
    beijo

    ResponderEliminar
  9. Beleza de poema!Lindo de ler! bjs, ótimo fds! chica

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.