quarta-feira, 5 de novembro de 2014

O Lago - Poema de Mihai Eminesc




Dos bosques o lago azul,
teto de douradas flores,
embala o sonho de um barco
em alvíssimos tremores.

À sua margem passeio,
e esperando-a, espreito;
vê-la surgir de entre as flores
e terna vir ao meu peito.

- Saltemos ao barco, então,
e que as ondas nos alentem,
e deixemos que seus remos
sejam ramos indolentes.

Naveguemos docemente
Sob o clarão do luar;
suspire o vento nos juncos,
ponha-se a água a cantar... -

Mas ela não vem...Sozinho,
debalde sofro de amores,
à margem do lago azul,
teto de douradas flores.


Mihai Eminesc



11 comentários:

  1. O romantismo na busca do amor. O poeta criou as cores mas não conseguiu fazer o milagre da vida nesse lago encantado.

    Vi e li o seu alerta dos blogues onde não consegue aceder. Não sei porque aparece o meu. Aqui não me dá nenhuma mensagem. O antivirus que tenho é dos melhores e inicio com ele sempre que acesso à Net - bitedefender.

    ResponderEliminar
  2. Belíssimo poema.,Maria! bjs, tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  3. Oi Maria,

    que lindo e delicado poema de Mihai,

    Beijos e obrigada pelo carinho.

    ResponderEliminar
  4. O poema é lindo, adorei ler...e a imagem é um sonho, mágica!
    bjus!

    ResponderEliminar
  5. Maria Rodrigues
    Só por ti tomei conhecimento do poeta Mihai Eminesc, que pela onomástica, parece Romeno. Seja como for, é poesia de bom calibre.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  6. É um poema leve, encantador.
    Não conhecia o poema, nem o poeta.
    mas o resultado é muito belo.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  7. Maria minha flor, seus trbalhos são magnificos,,,,, Você fas parte de algum grupo PSP?

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.