quarta-feira, 2 de julho de 2014

Permita-se - Paulo Roberto Gaefke





Permita-se,
andar pela rua no dia de chuva e chutar as poças d´água,
andar pela areia da praia com os pés descalços,
deitar na relva ainda úmida na manhã que se apresenta,
contemplando a natureza.

Permita-se rir de si mesmo diante do espelho,
contar uma piada sem graça onde só você ri,
falar do tempo com bom humor,
contar estrelas em noite enluarada,
perder a conta e recomeçar várias vezes...

Permita-se errar e admitir o erro sem culpa,
permita-se ser seu próprio advogado,
já que você defende tanta gente,
ame-se!






Permita-se ser mais amigo que pai,
e pai na hora que o filho pede um conselho.
Permita ser menos que "super-mãe"
ser simplesmente acolhedora,
colo de mãe não tem igual.

Permita-se ser amado,
roubar um beijo, um abraço mais demorado,
andar de mãos dadas pela praça,
comer pipoca em um saquinho único,
beber refrigerante com dois canudinhos,
coisas bobas dos apaixonados,
guardar papéizinhos,
bobeira deliciosa...

Permita-se chorar de vez em quando,
desopilar a alma, emocionar-se,
permita o arrepio dos pelos,
e no contato com Deus,
permita o toque do Divino,
e crer na força da transformação que existe em você.









Permita-se hoje, viver o amanhã,
sem se preocupar com o que foi,
pois assim é você, pessoa maravilhosa,
que tudo pode dentro das suas limitações,
e para quem já aprendeu sonhar,
qual é o limite da própria vida?

Permita a invasão da alegria,
seja feliz, ainda que a noite pareça não ter fim,
o dia vai chegar e quer te encontrar sorrindo!
Permita-se,
você é um ser lindo!


Eu acredito em você


Autor: Paulo Roberto Gaefke - www.meuanjo.com.br


14 comentários:

  1. Boa noite Maria, que lindo poema que me emocionou! Permita que o sol aqueça a sua alma, que as flores a rodeiam e que o sorriso ilumine o seu rosto!
    Um beijinho,
    Ailime

    ResponderEliminar
  2. Um poema lindíssimo. Obrigada pela partilha.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. Olá, Maria!
    É bom permitirmo-nos usufruir positivamente da vida que Deus nos deu, sem perder de vista o bem estar dos que nos rodeiam.
    Um abraço,
    Jorge

    ResponderEliminar
  4. Como sempre, Maria, muita beleza e encantamento em suas escolhas, bjsss

    ResponderEliminar
  5. Olá Maria! Belíssima mensagem! Lindas ilustrações e ótima escolha. Parabéns!

    Beijos e muita paz para ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderEliminar
  6. Muito lindo, Maria!
    Texto que nos conforta, anima e desafia! Permitir-se é um bom treino e aprendizado... Somos tão pequenos, limitados..., MAS, TUDO PODEMOS NAQUELE QUE NOS FORTALECE! (Filipenses 4. 13)
    Beijinhos e boa 5ª feira...

    ResponderEliminar
  7. Muito linda a msg desse poema! Tb adoro esse autor! bjs,

    ResponderEliminar
  8. OI MARIA!
    TEMOS DIFICULDADE DE SAIR DAS AMARRAS, NAS QUAIS NÓS MESMOS NOS PRENDEMOS E COM ISSO NÃO NOS PERMITIMOS, VIVER AS PEQUENAS COISAS QUE GOSTARÍAMOS.
    UM TEXTO MUITO LINDO.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  9. Permite-me que chapinhe numa poça de água límpida da chuva e molhe o teu vestido de ceda florido.
    Bj

    ResponderEliminar
  10. Poema lindo.
    Bom final de semana.
    janicce.

    ResponderEliminar
  11. Mais que uma mão estendida
    mais que um belo sorriso
    mais do que a alegria de dividir
    mais do que sonhar os mesmos sonhos
    ou doer as mesmas dores
    muito mais do que o silêncio que fala
    ou da voz que cala, para ouvir
    é, a amizade, o alimento
    que nos sacia a alma
    e nos é ofertado por alguém
    que crê em nós.
    Sua amizade e carinho mesmo
    que você não acredite me faz um bem
    enorme.
    Deus abençoe seu final de semana
    deixo aqui meu carinho e todo sentimento ,
    mais puro que trago na alma.
    Beijos no seu lindo coração.
    Evanir.
    Permita - me dizer sinto muitas saudades de vc.

    ResponderEliminar
  12. Maravilhoso, Maria!
    Espero que tudo volte logo ao normal e fique tudo bem, amiga.
    Um fim de semana com muita paz!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  13. Às vezes, as pessoas não se permitem ser felizes: se assustam e se sentem culpadas. É preciso se permitir e viver!
    Beijocas!

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.