sábado, 19 de julho de 2014

O Pintor Eugene de Blaas


Eugene de Blaas nasceu em 1843 em Albano, uma pequena cidade nos arredores de Roma.





Filho de pais austríacos, o seu pai e professor, bem como do seu irmão Julio, era o pintor Karl von Blaas (1815-1894). 




A sua família mudou-se para Veneza, quando o seu pai Karl se tornou professor na Academia em Veneza.





Um dos motivos favoritos de Eugene von Blaas era o quotidiano de Veneza, como os pescadores locais ou as belas mulheres. Este trabalho é pintado muito no estilo preferido pela Royal Academy naquele tempo - ou seja, uma espécie "britânico" do impressionismo, onde as mulheres foram retratados em cenas domésticas ou rurais, com um grande senso de luz e realismo. 





Pintava com uma técnica apurada e cores vibrantes que demonstravam o seu total domínio na arte do retrato, sendo uma das suas modelos Paola Prina uma lindissima mulher com quem casou em 1870. 





Visitou vários países e teve uma carreira internacional. Entre 1875 e 1891 de Blaas exibiu doze obras na Royal Academy, em Londres. Também expôs em Paris, Berlim, Mônaco, Bruxelas e São Petersburgo. 





Seguiu os passos do seu pai e tornou-se também professor na Academia de Veneza. Eugene de Blaas morreu em 1932. 




Fontes e Fotos : wikipedia; outros net

4 comentários:

  1. Não conhecia. Gostei dos quadros, cenas simples cheias de graça e colorido.
    Um abraço e bom domingo

    ResponderEliminar
  2. ✿✿º°。Esse post é um colírio para os olhos porque as pinturas são maravilhosas!!!

    º°。♡♡彡
    Bom fim de semana!
    Beijinhos.
    ♪♬♫º°

    ResponderEliminar
  3. Quadros lindíssimos. Realçou muito bem a característica feminina,valorizando a mulher.

    ResponderEliminar
  4. Olá minha querida Maria, faz tempo que não deambulava por aqui, mas sabe bem ver estas lindas maravilhas sempre aqui expostas com tanta delicadeza.
    Amiga espero que tudo por ai esteja bem florido e em paz, talvez que até esteja de férias ou viajando, se for assim tanto melhor a vida deve de ser vivida em todo o seu explemdor, deixo, deixo beijinho de luz e paz.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.