quarta-feira, 18 de junho de 2014

CAMINHOS ...



São muitos os caminhos... Caminhos tranquilos, plenos de flores, transitados sem problemas nem esforço.

Caminhos tortuosos, difíceis, cheios de pedregulhos, de aspereza e dificuldades.

Caminhos fáceis que conduzem a abismos profundos, como gargantas abertas no verde da selva.

Caminhos desconhecidos, que conduzem a alturas imensuráveis, margeando a montanha. 
 
Caminhos de lama, após a chuva torrencial. Caminhos áridos, na terra castigada pelo sol ardente. 

Caminhos ásperos, cheios de ervas daninhas e espinheiros. 

Caminhos curtos. Caminhos longos. 


Em verdade, todos os caminhos têm algo em comum: o de permitirem ao viajante chegar a algum lugar. 

Assim, o mais importante não é escolhe-lo por sua beleza, facilidade ou comprimento. O mais importante é saber onde se pretende chegar.

Na Terra, todos andamos por várias vias: as da comodidade, dos prazeres, das facilidades. São os caminhos curtos, fáceis e que conduzem o ser às bocas escancaradas dos abismos das paixões. 

Existem aqueles que, de forma egoísta, preferem caminhar solitários e se perturbam após exaustiva marcha.

Os maus seguem trilhas suspeitas e se perdem em sombras.

Os que se afeiçoam ao bem seguem os caminhos da esperança e se iluminam. 





São vias de dificuldades, de tormentos e de dissabores. Caminhos espinhosos e difíceis, mas que dão acesso a portos de paz.

São eles que permitem ao homem alcançar as paragens superiores do bem que nunca morre e do amor que sempre dura.

Os servidores da caridade escolhem roteiros de ação constante pelo bem ao próximo e alcançam lugares de ventura.

A opção é individual e cada um a realiza de acordo com os sonhos e ideais acalentados na alma e os valores que carregue em sua intimidade.

Alcançar a felicidade breve e fugaz ou conquistar a alegria perene é decisão pessoal. 




Na diversidade de tantos rumos, os homens se perturbam ou se tornam livres. 

Contudo, não há ninguém que siga pelos caminhos de Jesus e que não deixe de alcançar o fim que almeja: a felicidade integral. 

Hoje como ontem, Jesus, o Mestre incomparável, prossegue convidando o Seu rebanho, desejando atrair todos para Si. 

O Seu convite perene é para que nos acerquemos Dele usufruindo de paz, alcançando a esperança e trabalhando sempre.
 

Texto do SITE: Momento deReflexão




5 comentários:

  1. oi minha amiga,

    todos os caminhos nos levam a lugares maravilhosos...
    basta olharmos na direção certa...

    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Quisera eu que as pessoas nascessem, livres em vez de se tornarem livres.Lindo texto.

    ResponderEliminar
  3. Olá, Maria!
    Caminhos inspiradores que convidam a uma profunda reflexão. Caminhos com algum desacerto. Caminhos em que a aprendizagem nos permite trilhar um caminho próprio.
    Um abraço,
    Jorge

    ResponderEliminar
  4. Boa tarde Maria, que lindo texto!
    Todos os caminhos fazem parte da vida! Uns mais fáceis, outros mais difíceis, mas todos ajudam ao nosso crescimento!
    Seguindo os caminhos de Jesus sentir-nos-emos mais seguros, mais confiantes usufruindo de paz, de tranquilidade!
    Um beijinho.
    Ailime

    ResponderEliminar
  5. Boa tarde
    Há varios caminhos que temos que escolher , e ter sorte de ser o certo.
    bjs
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.