segunda-feira, 14 de abril de 2014

Que estrela é que me desperta - Poema de Rosa Lobato Faria



Que estrela é que me desperta
de noite pela calada
para ver se eu tenho aberta
a porta da madrugada.


Que estrela é que se insinua
sob a minha roupa branca
a descobrir que estou nua
com um mistério na anca.


Que estrela é que me constrange
a abandonar o pudor
na minha cama que range
sob o teu corpo inventor.


Que estrela é que me persegue
me incita a rasar as casas
com um gavião ao leme
duas gaivotas nas asas.


Que estrela é que me compele
ao cheiro da maresia
e me faz sentir na pele
os dedos da poesia.


Estrela d'alva não de amante
toda de seiva e perfume.
Estrela do mar do meu sangue
com cinco pontas de lume.


Rosa Lobato de Faria



10 comentários:

  1. Maria, linda escolha do poema, amei ler!
    Abraços e tenhas um lindo domingo de Páscoa!

    ResponderEliminar
  2. oi minha amiga,

    linda escolha,
    qualquer que seja a estrela tem seu brilho próprio...
    adorei!!!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Boa tarde Maria, como tem passado amiga? Neste momento também tenho andado um pouco arredada da Net (muita coisa aqui em casa para fazer;))!
    Sobre este poema achei lindo! Rosa Lobato de Faria tinha esta magia de trabalhar as palavras em poemas tão belos como este. Um beijinho. Ailime

    ResponderEliminar
  4. Simplesmente maravilhoso um poema
    bem escrito lindo de ler e gostar, belo post

    Bjusss

    ╭•⊰✿¸.•* Rita!!

    ResponderEliminar
  5. Lindo poema , gostei , tenha uma belo fim de tarde.
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  6. Olá Maria!

    Belo poema, eu ainda não conhecia nenhum trabalho dessa autora.
    Gostei bastante! Achei uma excelente escolha.
    A imagem é bela e combinou perfeitamente com o poema.
    Desde já desejo uma excelente páscoa a você e todos os teus.
    Um abraço com carinho!
    Ótima semana!

    ResponderEliminar
  7. Uma estrela com ritmo e onde as rimas são melodia comovente.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Olá Maria.
    Excelente poema, não conhecia. E a imagem fala quase tanto como as palavras.
    Parabéns!

    Amiga, proveito para desejar-lhe, a si e aos seus, uma feliz Semana Santa e uma Santa Páscoa.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.