sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Eu queria SER ...




Vida,
para fazer nascer os
que estão morrendo.

Sol,
para fazer brilhar os
que não possuem luz.

Luz,
para iluminar os que
vivem na escuridão.

Chuva,
pra correr por toda a
terra e molhar os campos
secos e devastados.

Lágrima,
para fazer chorar os
corações insensíveis.



Voz,
para fazer falar os que
sempre se ocultaram.

Canto,
para alegrar os que
vivem na tristeza.

Luar,
para brilhar na noite
dos apaixonados.

Flor,
para enfeitar os jardins
no outono.

Silêncio,
para fazer calar as vozes
que atordoam o coração
do homem.



Sinos,
para repicar nos Natais
dos que possuem recordações
amargas.

Grito,
para mostrar a dor dos que
sofrem em silêncio.

Olhos,
para fazer enxergar os cegos
de verdade.

Força,
para fugir dos que a utilizam
para o mal.

Sorriso,
para encantar os lábios
amargurados.



Sonho,
para colorir a vidas
dos realistas.

Veículo,
pra trazer de volta os que
partiram deixando saudades.

Amanhecer,
para fazer um dia a mais de
felicidade sobre a terra.

Noite,
para descansar os que lutam
durante o dia.

Amor,
para unir as pessoas e lhes
dizer que sou apenas uma
delas.


(desconheço autoria)



4 comentários:

  1. Seria responsabilidade demais, para um simples ser humano...rsrsrsrs

    Abração
    Jan

    ResponderEliminar
  2. Olá Maria, como tem passado amiga?
    Desejo que esteja bem e que a sua mãezinha se encontre melhor de saúde!
    Um poema, uma mensagem lindíssima!
    E eu gostaria de lhe transmitir o meu carinho e amizade e se pudesse ajudá-la de alguma forma fá-lo-ia com imenso prazer!
    Um beijinho e muita esperança!
    Bom fim de semana.
    Ailime

    ResponderEliminar
  3. Oi Maria, que linda tua postagem, afaga o coração.
    Desejo as melhoras de tua mãe, envio energias de muita saúde, força e fé pra ela, abençoado fim de semana, beijos

    ResponderEliminar
  4. Linda página, Maria.
    Há muitos autores tão filósofos quanto desconhecidos.
    E que deixam belas mensagens de amor à vida e aos outros seres humanos.
    Bela partilha. Desejo sinceramente as melhoras da mãe.
    Deixo beijinho.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.