terça-feira, 21 de janeiro de 2014

A Música - Poema de Charles Baudelaire



A música p'ra mim tem seduções de oceano!
Quantas vezes procuro navegar,
Sobre um dorso brumoso, a vela a todo o pano,
Minha pálida estrela a demandar!

O peito saliente, os pulmões distendidos
Como o rijo velame d'um navio,
Intento desvendar os reinos escondidos
Sob o manto da noite escuro e frio;

Sinto vibrar em mim todas as comoções
D'um navio que sulca o vasto mar;
Chuvas temporais, ciclones, convulsões

Conseguem a minh'alma acalentar.
— Mas quando reina a paz, quando a bonança impera,
Que desespero horrivel me exaspera!

Charles Baudelaire

 

15 comentários:

  1. Olá minha querida amiga!
    Obrigada pela passagem em meu blog e pelas palavras sempre acolhedoras!
    Me desculpe pela falta, mas aos poucos vou voltando de um período bastante difícil...perdas sempre levam com elas um pouco de nós mesmos! Mas a vida continua juntamente com a saudade! Espero que tenha tido um Natal maravilhoso e que a entrada de Ano Novo traga para todo ele e para todos nós a sua presença sempre marcante!
    Abraços
    Lhu Weiss

    ResponderEliminar
  2. Olá, amiga Maria. Saudades de vc!! Espero que tudo termine bem para sua mãe. Desejo melhoras breve!! Deus está sempre presente em todos os momentos de nossa vida.... com certeza melhoras virão. Deixo meu carinho e paz a todos! Grande abraço e torço por dias melhores. Bom domingo e semana! Um belo post. Obrigada por partilhar.

    ResponderEliminar
  3. bem bipolar a poesia...e parecida com você... Aliás é a sua carinha. Parabéns por escolhe-la.

    ResponderEliminar
  4. Que bonito...Amiga que voce tenha um formidavel domingo.beijos.

    ResponderEliminar
  5. Uma viagem pelo mundo da poesia clássica, através de Baudelaire. Diversificar é salutar.

    ResponderEliminar
  6. Olá Maria!
    Vim tentar saber notícias de melhoras de sua mãe. No entanto, parece-me não haver nada de novo. Esperando que a bonança esteja perto, deixo um beijinho.

    ResponderEliminar
  7. Espero e desejo a rápida recuperação da mãe.
    Gostei do poema.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
  8. De facto, monotonia cria desespero...
    Beijinho, Maria.
    mais uma página bonita, com uma bela tradução do poema de Baudelaire.

    ResponderEliminar
  9. Boa tarde Maria, belissimo poema desejo sucesso neste novo ano e que sua mãe fique boa... bjks

    ResponderEliminar
  10. Amiga, desculpe, eu não sabia, mas espero que sua mãe fique boa logo, não temas porque Deus está no controle de tudo e ela se recuperará! Tenha fé!
    Tenha uma ótima semana, beijos e fique com Deus!

    ResponderEliminar
  11. Oi querida Maria , espero que estejas com saúde vc e e toda a família, Maria não esqueci de vc não, tirei uns dias de descanso e estou voltando. A poesia é linda, vc sempre nos presenteia com coisas maravilhosos, um abraço querida amiga e que vc tenha um ano de muita paz e saúde. Celina

    ResponderEliminar
  12. Linda poesia, contundente e atormentada, mas todo poeta é assim creio eu.
    Espero que sua mãezinha se recupere tenha fé minha amiga.
    Muita luz
    beijos, Léah

    ResponderEliminar
  13. Boa tarde
    Tenha fé no Senhor que Ele tudo fará.
    beijinhos
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  14. Boa tarde Maria Rodrigues.
    Ainda que não seja propositado,
    aqui estou eu mais uma vez...
    procurando uma linda imagem.
    obrigada pelo seu bom gosto e alegria de escrever.
    Que Deus continue dando-lhe luz
    para seus desejos.Beijinho amigo

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.