terça-feira, 1 de outubro de 2013

A vida é tempo - Poema de Vitorino Nemésio





Com alma, ideias, tempo, luta
Componho um homem, sou sujeito:
Penso-me livre numa gruta
Como pretérito imperfeito.
De era se faz o meu futuro,
Será será o meu passado
Como da era se faz o muro
Mais que da pedra levantado.
Se horas a nada levam tudo,
Nada nasceu, tudo é que é,
Haja ou não haja Sartre e o mudo
Deus Tudo-nada havido em fé.

Que ele é Deus mesmo no absoluto
Ser contestado, tão assente
Que se faz Deus na voz que escuto,
Mesmo que o negue, e me desmente.


Vitorino Nemésio

5 comentários:

  1. Linda esta sua homenagem a Vitorino Nemésio!!!
    bjs
    anacosta

    ResponderEliminar
  2. Querida Maria um bom dia para vc , poesia muito linda,mais conhecimento para todos nós que te amamos, te desejamos tudo de bom e ao mesmo tempo estamos agradecemos a tua visita, Um abraço para fraterno pa ti, Celina.

    ResponderEliminar
  3. Bom dia, Maria!

    Poema forte e muito bem definido

    Um abraço

    ResponderEliminar
  4. Um poema para reflectir. Deus não muda como nós mudamos. Deus é passado, presente e futuro. Ele e n'Ele encontramos o início e o fim de tudo. Ele é o Senhor da vida e da morte.

    ResponderEliminar
  5. BOM DIA MINHA FLOR !
    AQUI É SEMPRE LUGAR DE COISAS ENCANTADORAS...LINDAS IMAGENS E DE GRANDES POETAS...
    HOJE O CONVITE VAI PARA PASSAR NO FOLHAS DE OUTONO PARA COMUNGAR DA MINHA ALEGRIA.
    BJS MINHA FLOR !

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.