sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Perdi os meus Fantásticos Castelos - Poema de Florbela Espanca



Perdi os Meus Fantásticos Castelos 

Perdi meus fantásticos castelos
Como névoa distante que se esfuma...
Quis vencer, quis lutar, quis defendê-los:
Quebrei as minhas lanças uma a uma!

Perdi minhas galeras entre os gelos
Que se afundaram sobre um mar de bruma...
- Tantos escolhos! Quem podia vê-los? –
Deitei-me ao mar e não salvei nenhuma!

Perdi a minha taça, o meu anel,
A minha cota de aço, o meu corcel,
Perdi meu elmo de ouro e pedrarias...

Sobem-me aos lábios súplicas estranhas...
Sobre o meu coração pesam montanhas...
Olho assombrada as minhas mãos vazias...


Florbela Espanca, in "A Mensageira das Violetas"








"A vida nunca é fácil para aqueles que sonham." (Robert James Waller)

8 comentários:

  1. Querida amiga; lindo poema gosto muito desta poeta.
    Vou ausentar-me uns dias, fazendo tratamento da coluna que está me torturando,
    beijos, Léah

    ResponderEliminar
  2. Querida amiga; lindo poema gosto muito desta poeta.
    Vou ausentar-me uns dias, fazendo tratamento da coluna que está me torturando,
    beijos, Léah

    ResponderEliminar
  3. Belos momentos de poesia, com Florbela Espanca, cuja poesia sou admirador!
    Beijos

    ResponderEliminar
  4. Olá Maria

    Bom estar de volta a este espaço tão belo!

    A vida nunca é fácil para os poetas.

    Beijos

    ResponderEliminar
  5. Querida que escolha maravilhosa!É tua alma sensível que recolhe as palavras e nos presenteia com este lindo poema de Florbela.Parabéns! felicidades, sempre.brisas e cores para enfeitar teus dias.Bjs Eloah

    ResponderEliminar
  6. Amiga Maria!
    Ótima escolha,essa poesia.
    Um fim de semana feliz pra você!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  7. Minha querida amiga estou de regresso depois depois de umas merecidas férias!!!
    Passando para deixar um beijinho
    anacosta

    ResponderEliminar
  8. Fico encantada ao ler seus escritos. Sua sensibilidade é tocante, como nesses versos. Bjs.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.