sábado, 27 de abril de 2013

A um Livro




No silêncio de cinzas do meu Ser
Agita-se uma sombra de cipreste,
Sombra roubada ao livro que ando a ler,
A esse livro de mágoas que me deste.

Estranho livro que escreveste,
Artista da saudade e do sofrer!
Estranho livro aquele em que puseste
Tudo o que eu sinto, sem poder dizer!

Leio-o, e folheio, assim, toda a minh'alma!
O livro que me deste é meu, e salma
As orações que choro e rio e canto!...

Poeta igual a mim, ai quem me dera
Dizer o que tu dizes!... Quem soubera
Velar a minha Dor desse teu manto!...

Florbela Espanca





8 comentários:

  1. Poesia maravilhosa!! beijos,ótimo fim de semana,chica

    ResponderEliminar
  2. Um poema que gosto muito, de Florbela espanca.

    Bom fim de semana, Maria.

    Beijo

    ResponderEliminar
  3. Poema tocante e lindo demais! Acontece assim quando lemos poemas que vêm do fundo da alma!!! Parecem que falam dos nossos próprios sentimentos...

    Bom Sábado, Maria! Bjs

    ResponderEliminar
  4. Florbela Espanca, uma pessoa com uma alma demasiado sensível
    e que escreveu a dor, com muita profundidade.
    Lamento muito a sua morte tão nova, mas ainda bem, que
    não deixamos que o seu nome seja esquecido.
    Bom fim de semana.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  5. Preciosa fotografia y el poema tembién es muy bonito. Me gusta!. Un abrazo!

    ResponderEliminar
  6. Minha querida, além do poema que é lindo, mais lindo ainda ficou teu blog!
    É bom mudar, mas confesso que gostei deste novo formato.
    Um abraço.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  7. Ola, Maria Rodrigues.
    Lindo. sensível
    Amei, demais.
    Tenhas um dia de domingo agradável.

    ResponderEliminar
  8. Maria querida que poesia linda e sabes que é da minha poetisa predileta Florbela Espanca.Um abraço fraterno. Celina.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.