sábado, 16 de fevereiro de 2013

Criança


Foto: Net



Cabecinha boa de menino triste,
de menino triste que sofre sozinho,
que sozinho sofre, — e resiste,

Cabecinha boa de menino ausente,
que de sofrer tanto se fez pensativo,
e não sabe mais o que sente...

Cabecinha boa de menino mudo
que não teve nada, que não pediu nada,
pelo medo de perder tudo.

Cabecinha boa de menino santo
que do alto se inclina sobre a água do mundo
para mirar seu desencanto.

Para ver passar numa onda lenta e fria
a estrela perdida da felicidade
que soube que não possuiria.


Cecilia Meireles


28 comentários:

  1. Tristes palavras de Cecilia, mas infelizmente muito reais!
    adorei a imagem
    bom fim de semana minha querida

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  2. linda escolha querida..
    sempre Cecília..
    beijos

    ResponderEliminar
  3. Linda poesia de Cecília!

    Li teu comentário por lá! Realmente é uma pena o que acontece Estamos bem, sim,.mas fica o trauma! beijos,chica

    ResponderEliminar
  4. LIndo poema.


    Beijinho e bom fim de semana.

    Ana

    ResponderEliminar
  5. QUE POST LIIIIINDO!
    VALEU MARIA!

    Abração
    Jan

    ResponderEliminar
  6. Eterna Cecília Meireles! Lindo e triste poema.
    Obrigada, Maria,beijos.

    P.S.
    Há poucos dias reli, da autoria de Cecília Meireles, "Romanceiro da Inconfidência" ,sobre a Inconfidência Mineira, fato histórico, passado em Minas Gerais,no século XVIII, que culminou com a morte de Tiradentes e outros que lutaram pela independência do Brasil. Meu irmão,diretor de teatro, já montou este "Auto" (peça teatral),com a atriz Maria Fernanda, que é filha de Cecília Meireles. Foi um belo espetáculo!

    ResponderEliminar
  7. Não conhecia este poema,mas, para mim, espelhou muito do sentimento da minha infância.
    Assim se habitua lentamente e, desde cedo, um ser à solidão.
    Pôs-me lá grimas nos olhos.
    Cecília...foi única.
    Também gosto muito.
    Maria

    ResponderEliminar
  8. Neste dia de inverno friorento e meio chuvoso, passei por aqui, para lhe felicitar pelos trabalhos que tem publicado neste seu blog, especialmente, esta última postagem.
    Um abraço cá deste meu Algarve - Faro.
    http://umraiodeluzefezseluz.blogspot.com

    ResponderEliminar
  9. Eu ja recitei com meus alunos lindos poemas de cecilia Meireles.
    Boa escolha mesmo.
    Um grande abraço com carinho de Monica

    ResponderEliminar
  10. Muito belo, um tanto melancólico, mais gostei.

    Bom fds! beijos
    Novos posts:
    http://maybe-i-smiled.blogspot.com.br/
    http://dicionario-feminino.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  11. Uma bela escolha poética.
    Gostei imenso, não conhecia.
    Maria, querida amiga, tem um bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  12. Olá, Maria!
    Bonito poema, de Cecília Meireles, alusivo a muitos meninos tristes para quem a felicidade passou ao lado e não mais os encontrou.
    Na minha infância, em Trás-os Montes, tive a oportunidade de conviver, na escola e fora dela, com muitos meninos tristes; uma dura realidade que evoco sempre com muita tristeza.
    Um bom fim-de-semana, minha amiga.
    Jorge

    ResponderEliminar
  13. ♪♫º♫♫º
    Olá, amiga!

    Amo Cecília Meireles, ela entendia tão bem as crianças.
    Imagem linda e melancólica.

    ღ°Bom fim de semana! ♪♫º
    ♪♫♫º Beijinhos.
    ♪♫º Brasil.♪♫♫º
    ♫♪•.

    ResponderEliminar
  14. Gosto imenso de Cecília que considero a maior poetisa de sempre a par da nossa Sophia de Mello
    Breyner.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  15. Cecília Meireles sempre. Excelente a imagem.
    Beijinhos e que esteja a passar um bom domingo.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  16. Lindo poema de Cecília Meireles!Seu blog me encantou Maria e por aqui ficarei!

    bjs
    Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

    ResponderEliminar
  17. Linda a poesia mais a vida é assim até as criançinhas ficam de cabeça baixa, mais é pra gente refletir. Maria tenha uma linda segunda-feira fique com Deus beijos.
    Links:

    Estrela da Manhã

    Lucimar Virtual

    Divulgue seu blog no Face

    ResponderEliminar
  18. Minha doce e linda amiga, a sua presença na minha vida é um doce afeto, sinto por si uma estima de muito valor, seus comentários suas mensagens lindas sempre a tocar meu coração.
    Minha querida, que toda a felicidade que apenas dura momentos... que lhe tragam muitos anos de pura alegria e paz, que o trabalho de hoje se eleve por muitos anos até que o queira deixar, e não ele a si!
    Para que na sua mesa nunca falte nada, e que a palavra desgosto se transforme numa das mais bonitas que é o amor de todos ao seu redor, beijinhos de luz e muita paz.
    Beijinhos especiais sempre...

    ResponderEliminar
  19. Olá Maria, linda a poesia...

    Passei p/ agradecer teu carinho no meu blog e conhecer o teu. Já fiquei fã né amiga?

    Fiquei te seguindo tb e espero que seja o início de uma grande amizade.

    Bjsssss e que a tua semana seja muito abençoada.

    ResponderEliminar
  20. Olá, querida maria
    Creio que todos temos um "menino triste" dentro do nosso coração...
    Bjm de paz e orante

    ResponderEliminar
  21. Ola amiga Maria!
    Uma realidade cada vez mais em"voga" passe a expressão. O poema é lindíssimo e não o conhecia. Grata pela partilha. Um grande abraço.
    M. Emília

    ResponderEliminar
  22. Como sempre Cecília e seus lindos poemas...
    Um grande abraço

    ResponderEliminar
  23. Querida amiga

    Falar sobre
    as palavras de Cecília,
    é para mim,
    como falar das estrelas...


    Desejo que o amor,
    faça morada em seu coração.

    ResponderEliminar
  24. Oi Maria!

    Não tem como não se emocionar com um poema tão lindo assim.

    Eu amo os poemas da Cecília Meireles.

    Obrigada pelas suas visitas.

    ResponderEliminar
  25. ✿✿彡
    Bom fim de semana!
    Beijinhos do Brasil
    ¸.•°✿✿彡

    ResponderEliminar
  26. Oi Maria
    Que poesia tristinha para um garotinho tão pequeno que ainda não sabe nada da vida. Ao mesmo tempo é clássica e bem estruturada.
    Adorei
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  27. Olá Maria!
    Está sendo um prazer imenso ler você e voltarei sempre,
    para me enriquecer com postagens tão belas e enriquecedoras.
    Um abraço e fique com Deus.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.