terça-feira, 30 de outubro de 2012

Anjos da Primavera




Chegam de improviso, trazidos pelo vento
Em brilho estranho, em mansidão inquieta,
Grandes borboletas silenciosas,
Asas de ouro abertas e paradas.

Na tranquila lagoa, palpitantes,
Rasto de espuma levíssima,
Prateada...

Sem corpos, numa leveza sem formas,
Feitos de vapores e de raios,
Perdidos seus risos no canto dos pássaros.

Na manhã úmida e quente,
São força germinadora,
Estão na cor marrom da terra fresca,
Coberta no tenro véu de ervas e violetas.

Em sons, nas nuvens ou nos pessegueiros em flor,
É o inefável sorriso,
De um rosto dulcíssimo que nunca veremos...


Neyde Bonfiglioli Trussardi



segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Igrejas, Mosteiros e Mesquitas do Mundo IV


Hoje vamos continuar a nossa viagem virtual pelas igrejas, Mosteiros e Mesquitas do Mundo. Algumas deixam-nos encantados pela sua riqueza arquitetónica, outras pela sua modesta singeleza, mas todas são um Património histórico associado ao local onde se encontram.

■ Mesquita de Putra, ou Masjid Putra em Putrajaya, Malasia




■ Cathedral of Christ the Savior. Moscow. Russia




■ Saint Sophia Cathedral em Kiev, Ucrania


Foto:Panoramio_de Ihave5penises


■ Catedral de Santa María la Real de La Almudena em Madrid, Espanha




■ Kerimäki church. in Kerimäki, Filândia




■ Catedral de St. Mary's, Sidney, Aústralia




■ Burnside Church, Wairarapa, Nova Zelandia





■ Church Kerala, India




■ Igreja Nossa Senhora da Conceição, Angra do Heroismo, Açores, Portugal




■ Igreja S. Francis Xavier, Coloane, Macau




■ Rorvig Church,  Vestsjalland, Dinamarca


Foto: Panoramio_de Ditte9


■ Church Dresden, Alemanha




■ Church Kerala, India




■ Igreja Matriz do Sagrado Coração de Jesus, Brejo Santo, Ceará, Brasil




■ Church St. Stalislaus, Altos de Chavón, República Dominicana




Para VER anteriores VISITAS pelo Mundo divague por aqui :

Divagando pelas Igrejas, Mosteiros e Mesquitas do Mundo (I)
Divagando pelas Igrejas, Mosteiros e Mesquitas do Mundo (II)
Divagando pelas Igrejas, Mosteiros e Mesquitas do Mundo (III)

Fontes e Fotos: wikipedia; http://www.orangesmile.com/; http://thewondrous.com/; dontibbits.com; http://www.europeish.com/beautiful-churches-europe/; Flickr; Panoramio; outros



"Um simples pensamento de gratidão elevado ao céu é a mais perfeita oração. " ( G. E. Lessing


domingo, 28 de outubro de 2012

O Livro da Vida


Foto: deviantart_Helle
Absorto, o Sábio antigo, estranho a tudo, lia...
— Lia o «Livro da Vida» — herança inesperada,
Que ao nascer encontrou, quando os olhos abria
Ao primeiro clarão da primeira alvorada.

Perto dele caminha, em ruidoso tumulto,
Todo o humano tropel num clamor ululando,
Sem que de sobre o Livro erga o seu magro vulto,
Lentamente, e uma a uma, as suas folhas voltando.

Passa o Estio, a cantar; acumulam-se Invernos;
E ele sempre, — inclinada a dorida cabeça,—
A ler e a meditar postulados eternos,
Sem um fanal que o seu espírito esclareça!

Cada página abrange um estádio da Vida,
Cujo eterno segredo e alcance transcendente
Ele tenta arrancar da folha percorrida,
Como de mina obscura a pedra refulgente.

Mas o tempo caminha; os anos vão correndo;
Passam as gerações; tudo é pó, tudo é vão...
E ele sem descansar, sempre o seu Livro lendo!
E sempre a mesma névoa, a mesma escuridão.

Nesse eterno cismar, nada vê, nada escuta:
Nem o tempo a dobrar os seus anos mais belos,
Nem o humano sofrer, que outras almas enluta,
Nem a neve do Inverno a pratear-lhe os cabelos!

Só depois de voltada a folha derradeira,
Já próximo do fim, sobre o livro, alquebrado,
É que o Sábio entreviu, como numa clareira,
A luz que iluminou todo o caminho andado..

Juventude, manhãs de Abril, bocas floridas,
Amor, vozes do Lar, estos do Sentimento,
— Tudo viu num relance em imagens perdidas,
Muito longe, e a carpir, como em nocturno vento.

Mas então, lamentando o seu estéril zelo,
Quando viu, a essa luz que um instante brilhou,
Como o Livro era bom, como era bom relê-lo,
Sobre ele, para sempre, os seus olhos cerrou...

António Feijó



sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Acredito nas Pessoas


Foto: Josephine Wall


Especialmente naquelas em que habita algo mais que a humanidade.

Aquelas que, às vezes, a gente confunde com anjos e outras entidades divinas...
 
Falo daquelas pessoas que existem em nossas vidas e enchem nosso espaço com pequenas alegrias e grandes atitudes...
 
Daquelas que te olham nos olhos quando precisam ser verdadeiras, que tecem elogios, agradecem e pedem desculpas com a mesma simplicidade de uma criança...




Pessoas que não precisam fazer jogos para conseguir o que buscam, porque seus desejos são realizados por suas ações e reações, não por seus caprichos...
 
Pessoas que fazem o bem e se protegem do mal, apenas com um sorriso, uma palavra, um beijo, um abraço, uma oração...




Pessoas que atravessam as ruas, sem medo da luz que existe nelas, caminham firmes e levantam a cabeça em momentos de puro desespero...
 
Pessoas que erram mais do que acertam, aprendem mais do que ensinam e vivem mais do que sonham...
 
Pessoas que cuidam do seu corpo, porque este os acompanhará até o fim.
 
Não ficam julgando gordos ou magros, negros ou brancos...
 
Pessoas, simplesmente pessoas, que nem sempre têm certeza de tudo, mas acreditam sempre.
 
Transparentes, amigas, espontâneas, até mesmo ingênuas...



Prefiro acreditar em relacionamentos baseados em confiança, serenidade, humildade e sinceridade...
 
Prefiro acreditar naqueles encontros, que nos transmitem paz e um pouco de gratidão...
 
Prefiro acreditar em homens e mulheres, que reverenciam a vida com a mesma intensidade de um grande amor...

Que passam pela Terra e deixam suas marcas, suas lembranças, que deixam saudades e não apenas rastros...

Homens e mulheres que habitam o perfeito universo e a perfeita ordem nele existente...

Homens e mulheres de alma limpa e puros de coração.

Autor: Bruno Angellis

Foto: Josephine Wall

"Há pessoas que nos falam e nem as escutamos, há pessoas que nos ferem e nem cicatrizes deixam mas há pessoas que simplesmente aparecem em nossas vidas e nos marcam para sempre."(Cecilia Meireles)

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Canção do Sonho Acabado


Foto: Net

Canção do Sonho Acabado


Já tive a rosa do amor
- rubra rosa, sem pudor.
Cobicei, cheirei, colhi.
Mas ela despetalou
E outra igual, nunca mais vi.
Já vivi mil aventuras,
Me embriaguei de alegria!
Mas os risos da ventura,
No limiar da loucura,
Se tornaram fantasia...
Já almejei felicidade,
Mãos dadas, fraternidade,
Um ideal sem fronteiras
- utopia! Voou ligeira,
Nas asas da liberdade.
Desejei viver. Demais!
Segurar a juventude,
Prender o tempo na mão,
Plantar o lírio da paz!
Mas nem mesmo isto eu pude:
Tentei, porém nada fiz...
Muito, da vida, eu já quis.
Já quis... mas não quero mais...


Helenita Scherma
Livro Canção do Sonho Acabado & outros poemas, edt. All Print, 2010.
Blog: "Canção do Sonho Acabado"




A net é um mundo fascinante mas também tem os seus lados negativos. Há já algum tempo atrás, encontrei este belissimo poema como sendo de Cecilia Meireles e decidi colocar. Foi-me hoje (08/12/2013) indicado em comentários que não seria essa a sua autora.  Investiguei e verifiquei que a poetisa que o escreveu é Helenita Scherma, a ela e a todos os que por aqui passaram, peço imensa desculpa pela incorrecção. Já estão devidamente atribuídos os seus créditos.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Humildade





Humildade

Senhor, fazei com que eu aceite
minha pobreza tal como sempre foi.

Que não sinta o que não tenho.
Não lamente o que podia ter
e se perdeu por caminhos errados
e nunca mais voltou.

Dai, Senhor, que minha humildade
seja como a chuva desejada
caindo mansa,
longa noite escura
numa terra sedenta
e num telhado velho.

Que eu possa agradecer a Vós,
minha cama estreita,
minhas coisinhas pobres,
minha casa de chão,
pedras e tábuas remontadas.
E ter sempre um feixe de lenha
debaixo do meu fogão de taipa,
e acender, eu mesma,
o fogo alegre da minha casa
na manhã de um novo dia que começa.

Cora Coralina





terça-feira, 23 de outubro de 2012

A voz do outono





Ouve tu, meu cansado coração,
O que te diz a voz da Natureza:
— «Mais te valera, nú e sem defesa,
Ter nascido em aspérrima solidão,

Ter gemido, ainda infante, sobre o chão
Frio e cruel da mais cruel
deveza, Do que embalar-te a Fada da Beleza,
Como embalou, no berço da Ilusão!

Mais valera à tua alma visionária
Silenciosa e triste ter passado
Por entre o mundo hostil e a turba vária,

(Sem ver uma só flor, das mil, que amaste)
Com ódio e raiva e dor... que ter sonhado
Os sonhos ideais que tu sonhaste!»

Antero de Quental





segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Lírios a Flor da Pureza




Os lírios são flores elegantes, belas e exuberantes que representam a Nobreza e Pureza.


Foto: Net

É uma das flores mais antigas do mundo, sendo encontrado em pinturas nas paredes dos palácios da Grécia Antiga, onde era dedicado à Hera.


Foto: Net

Foto: Net

O lírio é o nome vulgar dado às flores do gênero Lilium L. da família Liliaceae. Várias espécies de lírios também recebem o nome de açucenas. São originários da Europa, Ásia e América do Norte, sendo encontradas mais de metade das espécies na China e no Japão.




Existem em habitats de floresta, muitas vezes de montanha, em habitats campestres, e algumas espécies podem também sobreviver em regiões pantanosas.


Foto: Net

A sua grande beleza deve-se em parte aos vários cruzamentos entre si, dando origem a inúmeras variedades e cores, os chamados lírios hibridos.


Foto: Net

As grandes flores são muitas vezes perfumadas, e a sua paleta de cores varia com os brancos, amarelos, laranjas, rosa, vermelhos e roxos. Marcações incluem manchas e pinceladas.



Foto: Net

As plantas atingem, normalmente, de 1,20 a 2 metros de altura. Devem ser plantados num local com boa drenagem. A rega deve ser em intervalos regulares sem encharcar o terreno.


Foto: Net

Na corrente de pensamento chinês Feng Shui, os lírios representam o verão e a fartura, e significam o amor eterno.


Foto: Net

Para os egípcios, as flores brancas de Lírio simbolizava a deusa Ísis, e os gregos pensavam que essas flores tinham nascido do leite que a Hera, deusa da lua, deixou cair, enquanto alimentava Heracles.


Foto: Net

Os cristãos a associam à Virgem Maria, fazendo referência à pureza. Este facto justifica a presença da flor nos ramos das noivas.


Foto: wikipedia: Author Stan Shebs

Fontes e Fotos: Wikipedia: http://www.gtpoulsen.dk/Lilium.htm; http://www.jardimdeflores.com.br/; http://www.mundojardim.com; http://www.jardineiro.net/; outros net


Foto: Net

“A neve e as tempestades matam as flores, mas nada podem contra as sementes.”Khalil Gibran

Prémio "DARDOS"


Recebi o premio "Dardos" do amigo Eduardo do blog "Rima blog que eu te dou uma flor" e da Amiga Roseli do blog "Vidas Life". Agradeço sinceramente a vossa gentileza, fiquei muito feliz por me incluirem na vossa escolha.

 
O Prémio Dardos  reconhece os valores que cada blogueiro mostra dia-a-dia no seu empenho por transmitir valores culturais, éticos, literários ou pessoais, tornando-os disponiveis para todos através da Internet.

De acordo com as regras deve-se exibir o link do blog de quem se recebeu o prémio e escolher outros blogues para receber o selo Dardos. Embora goste de seguir as regras, como reparei na net que este selo anda a circular por todos os amigos e como sei que o tempo é pouco, para o que cada um de nós tem para fazer, fiquem à vontade para levar o selinho e colocar nos vossos cantinhos, mesmo sem cumprir a regra, afinal, todos têm  cantinhos muito especiais, aos quais dedicam muitas horas e carinho.

 
Um grande beijinho
Maria


"A amizade duplica nossas alegrias e divide nossa tristeza."

sábado, 20 de outubro de 2012

Bali - Uma Ilha Encantada


Hoje vamos Divagar até Bali, uma ilha mágica, mistica e de extraordinária beleza.

Bali é uma das 13 667 ilhas da Indonésia, bem como uma província daquele país. Integrante das Pequenas Ilhas de Sonda, encontra-se entre as ilhas de Java, a oeste, e Lombok, a leste.


Foto: TreakEarth_ CliffW


Faz parte de um arquipélago com quinhentas e quarenta e sete ilhas distribuidas em nove grandes grupos, sendo a sua capital provincial Dempassar.


Foto: www.bali-indonesia.com

A palavra Bali, com a qual a ilha foi batizada no século IX, deriva da palavra Wali. Wali ou Wari era o termo com o qual os nativos, que muito veneravam seus deuses, chamavam o ato de adoração. Wali é uma palavra do sânscrito que significa "sacrifício oferecido ao deus", "adoração", "culto" ou "oferenda.


Foto: http://www.baliweather.net

Bali foi povoada antes da Idade do Bronze, por volta de 3000 a.C.. Inscrições em pedra datadas do século IX são os registros humanos mais antigos já encontrados na ilha.


Foto: TreakEarth_ Phoolan


A superfície da ilha é repleta de montanhas, na sua maioria vulcões com alguns deles ainda ativos. O ponto mais alto de Bali com mais de três mil metros de altitude, é o Monte Gunung Agung, a  “montanha mãe”, um vulcão cuja última erupção ocorreu no ano de 1963.


Foto: net

A quantidade de vulcões traz um solo rico em nutrientes e sais minerais. A junção disso e de um ótimo sistema de irrigação transforma Bali num dos melhores lugares para o cultivo de arroz.


Foto: TreakEarth_ Markvax

O lado norte das montanhas tem encostas mais íngremes para o mar e é a área principal da produção de café da ilha, juntamente com o arroz, legumes e gado.


Foto: http://famouswonders.com

A ilha é cercada por recifes de corais. As Praias do sul tendem a ter areia branca, enquanto as do norte e oeste tem areia preta.


Foto: Net

Nas suas belissimas praias os surfistas podem encontrar as ondas perfeitas.


Foto: www.pinterest.com

Bali não tem grandes cursos de água, embora o rio Ho é navegável por pequenos barcos Sampan. O rio mais longo é Ayung River, que percorre cerca de 75 km.

Bali é conhecida pelas suas manifestações culturais diversificadas e sofisticadas, tais como pintura, escultura, talha, artesanato em couro e metais e música. É também famosa pelas suas danças como o pendet, Legong, Baris, topeng, barong, keybar gong, e Kecak.

Foto: TreakEarth_ Aloyho


Garuda Wisnu Kencana
Garuda Wisnu Kencana, ou GWK, é um parque cultural na costa montanhosa a sul de Bali famoso pela gigantesca estátua de Vishnu cavalgando o dorso de um "garuda" (um sobrenatural águia-como estar). A parte concluída da estátua é a parte superior do corpo de Vishnu, o chefe da "garuda" e as mãos de Vishnu. O parque cultural tornou-se um dos lugares favoritos em Bali para apresentações artísticas e culturais, exposições e conferências.


Foto: Wikipedia

Um local a não perder é Ubud, chamada “jóia da coroa” ou “capital da cultura”, mesmo no centro de Bali. Esta vila no centro da ilha concentra a maior quantidade de templos. Rodeada por extensos arrozais de um verde impressionante, é a casa de artistas e artesãos. Aqui se encontra o melhor artesanato desta cultura herdada de uma das mais influentes dinastias hindus.


Foto: wikipedia_drew

Na ilha realizam-se muitas cerimónias pelos mais variados motivos.


Foto: TreakEarth_ Simplyoga

Diz-se que nunca há um dia em Bali sem uma cerimônia de algum tipo e tendo em conta todos os ritos do ciclo de vida do ser humano (cerimónias, ritos da puberdade, casamentos, cremações, festivais de templo), então este ditado é provávelmente bem verdadeiro.


Foto: TreakEarth_ Komang


Bali abriga a quase totalidade da pequena população hindu da Indonésia.


Foto: TreakEarth_ Agung


Cerca de 93,18% da população de bali aderiu à Balinese Hinduísmo Hindu Dharma, formada como uma combinação das actuais crenças locais e influências hindus do continente Sudeste Asiático e Sul da Ásia.


Foto: TreakEarth_ Bukitgolfb


É conhecida como a ilha dos milhares de templos. Em cada aldeia, há vários templos e pelo menos um pequeno templo em cada casa Balinesa, podendo chegar a um total de 10.000. A palavra Balinesa para templo é 'pura', que significa "espaço cercado por um muro".


Foto: http://hdw.eweb4.com

Embora muitos templos sejam calmos e desabitados, eles transformam-se em locais de grande atividade e estão ricamente decorados durante as festas com apresentações de dança tradicionais brigas de galo, e jogos de azar.


Foto: http://www.dewabalitours.com

Alguns dos mais tradicionais locais e templos:

Taman Ayun Temple – MENGWI
O nome Taman Ayun significa belo jardim. Este templo foi construído pelo rei de Mengwi, Raja Gusti Agung Anom em 1634.


Foto: wikipedia_bali66

O templo foi restaurado em 1949 e em 1972 todos os telhados de fibra negra foram renovados. Em 1976 foi construída a torre pavilhão "Bale Kulkul '.


Foto: TreakEarth_ Ecanaveira

Besakih Temple
Templo Besakih tem sido conhecido em Bali como o "Templo Mãe" tem mais de 1.000 anos e está situado 1.000 metros de altura a sudoeste sobre as encostas do Monte Agung. Besakih é um complexo artístico único que consiste em pelo menos 86 templos . Besakih é o maior e mais sagrado entre os templos da ilha sendo cercado por plantações de arroz.


Foto: www.balibeach.com

Water Palace of Tirta Gangga
O palácio de Tirta Gangga foi construído em 1946 pelo rei de Karangasem. É um labirinto de piscinas e fontes rodeados por um exuberante jardim com esculturas re estátuas em pedra.


Foto: TreakEarth_ Carneles


A peça central do palácio é uma fonte de 11 camadas.


Foto: TreakEarth_ Stephsmallwordl


Tanah Lot Temple
Tanah Lot é provavelmente o mais famoso dos templos de Bali e significa "Terra no meio do mar". É considerado um trabalho do sacerdote Nirartha do séculos XV. Situa-se ao largo da costa no alto de uma rocha.


Foto: hickling


Pura Batu Balong temple
Templo Hindu perto de Tanah Lot.

Foto: TreakEarth_ Agung

Pura Luhur temple
Pura Luhur é um Templo em Uluwatu. Foi construído no século 11. No alto da Falésia é provavelmente, um dos templos mais espetaculares.


Foto: www.balibeach.com

Pulaki Temple
O Templo Pulaki está localizado na Aldeia Bayupoh, cerca de 53 km a oeste de Singaraja. Está situado numa colina a cerca de 25m da praia. É habitado por macacos que são considerados como os descendentes de Dewa (Deuses).


Foto: www.selamatpagibali.com

Ulun Danu
Pura Ulun Danu Bratan, ou Pura Bratan, é o segundo templo mais importante em Bali após o templo mãe Besakih. O templo encontra-se nas margens do Danau Bratan (Lake Bratan) nas montanhas, perto de Bedugul. Foi construído em 1926 e é dedicado a Dewi Danu Batari Ulun, deusa dos lagos e rios.


Foto: net

Pura Luhur Batukau
Este templo foi construído no século XVIII, numa altitude de 2.130 metros.


Foto: bjorngrotting

Rambut Siwi Temple
O Templo Rambut Siwi está localizado no topo de uma falésia, com uma vista deslumbrante para os campos de arroz de um lado e para a praia de areia preta no outro.


Foto: www.baligoldentour.com

Tirta Empul Temple ou Tampak Siring Temple
O templo Tirta Empul em Tampak Siring está construído à volta das cordas Tampak a fonte sagrada que se acredita ter poderes curativos mágicos. Desde à mais de 1000 anos, que o templo e os seus dois lugares de banho têm sido usados pelas pessoas, para obterem boa saúde e prosperidade, pois acreditam que a água da fonte tem os poderes curativos.


Foto: Net

Mosteiro Brahma Vihara Arama - Banjar Budhist Vihara
Banjar budista Vihara é o maior mosteiro budista em Bali. Situado na área de colinas cerca de 22 km a oeste de Singaraja City. Este mosteiro foi construído por volta de 1960 e concluída em 1970.


Foto: www.bali-indonesia.com

Bali tem tudo para deixar deslumbrado quem a visita. É uma ilha exótica, cheia de charme, espiritualidade, beleza, que associada a uma cultura fascinante, às praias paradísiacas, a uma paisagem perfeita e deslumbrante, a torna numa ilha inesquecivel, uma “ilha dos deuses”.


Foto: TreakEarth_ Heroebagoes


Fontes e Fotos: Wikipedia; http://www.bali-indonesia.com/attractions/besakih-temple.htm; http://www.tanahlot.net/home/; http://www.moreindonesia.com/, http://www.bali-directory.com/all-about-bali/Temples.asp; http://www.gardenvisit.com/garden/tirta_gangga; http://www.buravi.com/place/noted/; http://bjorngrotting.photoshelter.com/;Flickr; TrekEarth, outros

* Fotos: Net
As fotografias sem indicação dos autores é porque não os consegui identificar. Se forem suas, por favor queiram contactar-me que colocarei imediatamente o seu nome, ou retiro-as se for esse o seu desejo. Não é de maneira nenhuma minha intenção quebrar direitos de autor.

Photographs without the authors’ names are because I could not identify them. If they are yours, please contact me and I will put immediately your name, or remove them, if that is your wish. It is not my intention to break authors rights.


Foto: TreakEarth_ Noledam


Viajar é alargar os nossos horizontes, é conhecer novas culturas, novos locais, paraísos perdidos que nos fascinam e encantam e se não o podemos fazer fisicamente, podemos sempre fazê-lo através da fotografia e da leitura, essa será a nossa viajem virtual!