quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Caminhos ...




São tantos caminhos...
Decido!
Bagagens... Pra quê?
Se levo amor no coração
Livre, despojada, desapegada sou

Caminhos comuns me confundem...
Desisto!
Busco o novo...
O imponderável!

Livre, despojada, desapegada vou

São tantos caminhos...
Uns, abrasados pelo fogo do amor
Outros, reverenciados por folhas outonais
Uns, embaçados por lágrimas de dor
Outros, iluminados por centelhas vitais

Íngremes ou brandos caminhos...
Não importa!
O que realmente importa
São os passos, a meta... O amor!

Livre, despojada, desapegada sou

E... Num repente,
Corro riscos, assumo falhas
Acerto passos... Sigo em frente!


Maria Aparecida Giacomini Dóro




10 comentários:

  1. Devemos deixar sementes pelos caminhos.
    Pra que nasçam novos frutos e novas flores.
    Lindo o poema Maria.
    E esse desapego é um exercício diário, poder usufruir de novas trilhas ,novos caminhos ...
    um abraço bom feriado

    ResponderEliminar
  2. Amei este poema, Maria... Falou muito ao meu coração!!!
    "LIVRE, DESPOJADA, DESAPEGADA SOU, VOU... CORRO RISCOS, ASSUMO FALHAS/ACERTO PASSOS... SIGO EM FRENTE!" Lindo mesmo do começo ao fim!...

    Um Grande Abraço, querida!

    ResponderEliminar
  3. LINDO MARIA!!!

    COMO SEMPRE TUDO O QUE SE PODER VER E LER POR AQUI NO SEU ESPAÇO!!!

    1 BEIJO LÍDIA

    ResponderEliminar
  4. boa noite Maria,
    É nossa vida caminhar na direcção desconhecida. Quando pensamos que chegamos descobrimos que é preciso ir mais além... um caminho termina outro começa.
    Bjis
    J

    ResponderEliminar
  5. Lindo o poema Maria! reflecte muito o meu dia a dia...
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Maria Aparecida
    Lindo poema escreveu
    Para a viagem de partida
    Leva o amor no coração
    Por isso de nada se esqueceu!

    São tantos os caminhos
    Que por eles caminhar
    Na roseira estão os espinhos
    Em Maria lindos olhos a brilhar!

    Boa noite para você,
    amiga Maria, um beijo
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  7. São vários os caminhos e todos diferentes. Há-os largos...retos, ladeados de belas flores e árvores; são fáceis de trilhar esses caminhos; mas, de repente uma encruzilhada aparece e paramos indecisos.. qual caminho escolher? Não é fácil a decisão; erramos...tropeçamos, caímos...difícil esta viela...pedregosa...escorregadia; voltámos atrás desiludidos. Mas...não vale desanimar; amanhã é outro dia...outros caminhos trilharemos e com certeza serão menores as quedas; quem sabe???? Poderemos nem sequer cair! Vamos lá...sempre em frente com coragem! Belos estes caminhos, Maria. Gostei muito. Amanhã começa um novo dia...novo caminho...um novo começo para começar. Desejo que o comeces bem e com muita alegria. Um beijinho e obrigada pela partilha.
    Emília

    ResponderEliminar
  8. Olá Maria, a nossa vida é feita de caminhos... cabe a nós escolher os melhores, não quer dizer que acertemos sempre, mas tentamos...
    Gostei muito do seu poema
    beijo

    ResponderEliminar
  9. Como desfrutei com a leitura de Antoine de Sainte-Exupery, sobre tudo com "Voo nocturno".
    Estes versos tem cadencia, transmitem andares por esses caminhos que nos põe a vida.
    Abraços de vida

    ResponderEliminar
  10. São os caminhos que nos levam a bom porto.
    Beijocas cá do Algarve que fica em Portugal.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.