quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Humildade





Humildade

Senhor, fazei com que eu aceite
minha pobreza tal como sempre foi.

Que não sinta o que não tenho.
Não lamente o que podia ter
e se perdeu por caminhos errados
e nunca mais voltou.

Dai, Senhor, que minha humildade
seja como a chuva desejada
caindo mansa,
longa noite escura
numa terra sedenta
e num telhado velho.

Que eu possa agradecer a Vós,
minha cama estreita,
minhas coisinhas pobres,
minha casa de chão,
pedras e tábuas remontadas.
E ter sempre um feixe de lenha
debaixo do meu fogão de taipa,
e acender, eu mesma,
o fogo alegre da minha casa
na manhã de um novo dia que começa.

Cora Coralina





13 comentários:

  1. Amiga,nós aceitamos tudo,mas vem uma altura em que a revolta vem ao de cima,quando percebemos que a nossa pobreza é provocada pela ambição e desgoverno dos os outros,que afinal estão com os bolsos cheios.
    Desculpa este desabafo,mas deves perceber,que o estado do nosso País,nos faz andar tristes.
    Um grande beijinho.
    Miuíka

    ResponderEliminar
  2. linda e maravilhosa prece....
    parabéns amiga é lindo....
    beijo

    ResponderEliminar
  3. Oi Maria obrigada pela visita e o comentário.Esses versos de Cora Coralina são de uma beleza que os tornam lindos sem igual.Um abraço carinhoso Celina

    ResponderEliminar
  4. Grande Cora Coralina! Mulher simples, humilde e muito profunda!!
    (Não consegui ouvir a música)

    Beijinhos..........

    ResponderEliminar
  5. Minha amiga, o vídeo foi retirado, infelizmente.

    O poema acho muito bonito.

    Uma serena noite

    ResponderEliminar
  6. OI MARIA!
    LINDO TEXTO DA "CORA CORALINA", TUA ESCOLHA PARA POSTAGEM ESTÁ MARAVILHOSA.
    ABRÇS

    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderEliminar
  7. Essa palavra humildade
    Que a não tem muita gente
    Nem tão pouco personalidade
    Causa o mal mas não o sente!

    Não lamente o que podia ter
    O adquira humildemente
    Não pratique o mal por prazer
    Seja bem educado sinceramente!

    Boa noite para você, amiga Maria.
    Adorei o seu poema,
    Beijinho,
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  8. Um lindo e profundo poema, obrigada querida Maria pela partilha!
    Um abraço com muito carinho.

    ResponderEliminar
  9. Ser humilde é ter a capacidade de agradece à vida aquilo que temos e o que somos, principalmente aquilo que somos. Cora Coralina era pobre, mas um SER GRANDIOSO. Beijinhos e obrigada pela partilha.
    Emília

    ResponderEliminar
  10. Querida amiga

    O aprendizado
    da humildade,
    é um reaprender
    a caminhar
    em direção a alegria.

    Querida amiga

    Penso que da dor,
    aprendemos a escrever
    novas palavras,
    que nos inspiram
    e ressuscitam...
    Tudo passa,
    até mesmo a dor...

    Para cada dia,
    um novo sonho...

    ResponderEliminar
  11. Lindos versos. Obrigado por compartilhar, minha amiga! - Abração

    ResponderEliminar
  12. Realmente amiga,a humildades é tudo,uma grande qualidade que não vemos muito hoje em dia,abraçosss.

    ResponderEliminar
  13. Olá, querida maria
    A humildade de nos sentirmos pó... diante de deus que TUDO é...
    Bjs de paz

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.