quarta-feira, 11 de julho de 2012

Adormece teu corpo com a música da vida





Adormece o teu corpo com a música da vida.
Encanta-te.
Esquece-te.
Tem por volúpia a dispersão.
Não queiras ser tu.
Quere ser a alma infinita de tudo.
Troca o teu curto sonho humano
Pelo sonho imortal.
O único.
Vence a miséria de ter medo.
Troca-te pelo Desconhecido.
Não vês, então, que ele é maior?
Não vês que ele não tem fim?
Não vês que ele és tu mesmo?
Tu que andas esquecido de ti?


Cecilia Meireles



9 comentários:

  1. A música e a vida. A vida e a música. São indissociáveis e foi muito bom ter trazido este poema de Cecília Meireles a acordar-nos para a grande missão de não nos esquecermos de nós.

    Obrigada, querida Maria.

    Beijinhos.

    Olinda

    ResponderEliminar
  2. Maria minha querida
    Gosto imenso de ler Cecilia, mas este adormecer mexeu comigo, revi-me nas suas palavras.
    Obrigada minha amiga.
    Bem-hajas

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  3. Bom Dia querida. Belo post amo os textos de Cecília.Tenha uma otima semana bjus.

    ResponderEliminar
  4. Maria...

    Amei este poema da Cecilia Meirelles, esta grande Poetiza!!
    Parabens pela escolha tão acertada!!

    Bjinhos..

    ResponderEliminar
  5. Gosto imenso de Cecília Meirelas.
    Não concebo a minha vida sem música.

    ResponderEliminar
  6. ola minha querida maria adoro estes poemas lindos de cecilia meirelis parabens por sua exelente escolha e por compartilhar com os amigos que por aqui passam bjs com carinho marlene

    ResponderEliminar
  7. Cecília é imbatível.Adoro seus poemas e a musica é meu espaço de sonhar.Amei teu Post.O anterior sobre os jardins me encantou.Parabéns.Bjs Eloah

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.