quarta-feira, 30 de maio de 2012

O Pintor Hans Dahl




Hans Dahl é um dos pintores Noruegueses mais conhecidos, sendo famoso pelas suas pinturas dos fiordes noruegueses e paisagens circundantes.




As suas cores vibrantes e os retratos de encantadoras meninas norueguesas nos seus trajes nacionais encantavam e eram muito apreciados.



Nasceu a 19 de fevereiro de 1849 na aldeia de Granvin, no Hardangerfjord, no condado de Hordaland, na Noruega, que nessa altura fazia parte da Suécia.

Desde os 16 anos que o seu talento era evidente, no entanto teve de ser adiado devido a Dahl ter ido cumprir serviço militar no exército sueco. Serviu na Brigada Bergenske até 1874.





Depois de deixar o exército, estagiou com Johan Fredrik Eckersberg e Bergslien Knud. Começou os seus estudos em Karlsruhe onde estudou com Hans Fredrik Gude e Riefstahl Wilhelm.

Desloca-se mais tarde para Düsseldorf, onde teve como professores Eduard von Gebhardt e Wilhelm Sohn.





Dahl teve sua primeira exposição em Düsseldorf, em 1876. O pintor viveu em Düsseldorf até 1888, altura em que se mudou para Berlim.




Quase todos os seus verões, eram passados na Noruega. Em 1893 mandou construir a sua residência de verão à empresa de Jacob Digre em Trondheim.




Escolheu como local as margens do Sognefjord em Balestrand, no condado de Sogn og Fjordane, tendo a sua casa um projeto similar à do pintor norueguês Adelsteen Normann que se tinha estabelecido em Balestrand no ano de 1891.




Entre 1888 e 1919, Dahl viveu principalmente em Berlin-Wilmersdorf, passando apenas o verão em Balestrand.




Depois de 1919, Dahl deixou de viajar para Berlim e passou a residir permanentemente em Balestrand.

O Imperador alemão, o Kaiser Guilherme II, tornou-se um dos patronos Dahl, concedendo-lhe o cargo de professor em 1910, e visitando-o em Balestrand vários verões consecutivos.




Dahl resistiu à transição na arte do Romantismo para o Modernismo. Na década de 1890 surgiu uma nova escola de arte, e artistas como Dahl deixaram de ser populares nos círculos dirigentes do capital.

Foi particularmente criticado pelo historiador de arte Jens Thiis e pelos seus colegas artistas, especialmente por Christian Krohg, que era uma das figuras principais na transição do romantismo para o naturalismo, que caracteriza a arte norueguesa nesse período.




Em 1902, Dahl foi nomeado Cavaleiro da Ordem Real Norueguesa de Santo Olavo, 1 ª classe.

Hans Dahl foi casado com Helene Bewer, filha do pintor alemão Clemens Bewer (1820-1884). O filho de ambos foi o pintor norueguês Hans Andreas Dahl (1881-1919), que morreu de tuberculose aos 37 anos de idade.





O pintor Hans Dahl morreu em Balestrand em Sogn Fjordane a 27 de julho de 1937. A sua sepultura está localizada no adro da igreja de Tjugum (Tjugum kyrkje).

Fotos e Fontes: Wikipedia; outros



"A finalidade da arte é dar corpo à essência secreta das coisas, não é copiar sua aparência." (Aristóteles)

22 comentários:

  1. Não conhecia e os quadros são realmente incríveis, sendo que o último foi o qual mais gostei.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. Olá minha querida!
    De vez enquando eu apareço e sempre me surpreendo com a beleza que se vê por aqui. Eu adoro este tipo de arte, cada qual a mais linda! Um dom que mexe com a nossa inspiração! Uma linda semana pra você! Bjs.

    ResponderEliminar
  3. oi Maria,

    meninas são sempre meigas e delicadas...
    adorei conhecer esse artista!!!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Aristóteles estava certo, amei as pinturas. Um abraço, Yayá.

    ResponderEliminar
  5. Olá querida amiga Maria, belíssimas imagens!! É muito bom saber um pouco mais sobre a vida destes artistas...

    Tenha uma boa noite!!
    Beijos!♥

    ResponderEliminar
  6. "Un punct pierdut e lumea în haosul imens.
    Toata stiinta noastra: cuvinte fara sens.
    Om, pasare si floare sunt umbre în abis.
    Zadarnic este gândul, iar existenta - vis."
    Omar Khayyam
    :)

    ResponderEliminar
  7. Maravilhosos quadros onde predomina o mar e a própria natureza. Lindo post minha amiga. Beijos com carinho

    ResponderEliminar
  8. Maria querida
    Lindo! Adorei não consigo ter uma preferência, são todos lindos.

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  9. Hans Dahl, empresta para suas telas a exuberância e a beleza agreste da noruega.São lindíssimas.Belo post querida. Como sempre nos brindas com posts fabulosos.Parabéns!
    Felicidades.Bjs Eloah

    ResponderEliminar
  10. Gostei muito de conhecer este pintor, Hans Dahl. Suas pinturas são leves e transmitem paz, harmonia, pureza e simplicidade...
    Saudades, Maria, de você...
    Abraços!

    ResponderEliminar
  11. Querida amiga1
    Que lindo,que perfeição!Ainda não conhecia e gostei muito.
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  12. Depois de umas curtas férias em contacto com a Natureza, soube-me bem ver estas pinturas...
    Bjs

    ResponderEliminar
  13. Minha querida e linda amiga, onde consegue ir buscar estas coisa tão lindas para nos alegrar a alma, tenha um dia muito feliz beijinhos de luz e muita paz.
    PS:beijinho especial com carinho

    ResponderEliminar
  14. No campo viver
    Desses tempos a saudade
    Nas imagens estou a ver
    Os rios e flores em liberdade!

    Livres, as águas a correr
    As flores crescem à vontade
    Na sopé as árvores nascer
    da feliz realidade!

    Boa quinta-feira
    um beijo
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  15. Que perfeição, de encantar os olhos!
    Boa tarde querida, beijos,
    Valéria

    ResponderEliminar
  16. Mui bem elaborado texto, sobre a biografa do pintor Dahl, ilustrado por magníficos quadros do artista em que a idílica natureza proporciona a quem a desftuta uma tranquilidade e felicidade inexcedíveis.
    Bjis de luz,
    J

    ResponderEliminar
  17. Uma bela lição de arte.Parabéns por tão linda postagem.Beijos.

    ResponderEliminar
  18. OI QUERIDA MARIA BOA NOITE, PASSEI UNS DIAS DE REPOUSO DEVIDO UMA PEQUENA CIRURGIA NA VISTA , MAIS ESTOU VOLTANDO, ESPERO QUE VC ESTEJA BEM JUNTO A FAMILIA, ESTOU ENVIANDO UM ABRAÇO DE MUITA PAZ. CELINA

    ResponderEliminar
  19. MARIA ADOREI OS QUADROS A PINTURA É PERFEITA E LINDA. ABRAÇOS CELINA

    ResponderEliminar
  20. Belíssimas pinturas, um colírio ...*
    Fico encantada com tantas belezas que postas; tens bom gosto*
    e com "muito capricho mostras aqui no teu blog...
    Sempre lindo, admiro-te!
    beijo / Mery*

    ResponderEliminar
  21. Hoje descansei minha alma por alguns segundo…que pareceram tempos…
    Amo!

    ResponderEliminar
  22. Minha alma descansou por alguns minutos…que pareceram tempos…

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.