sexta-feira, 29 de julho de 2011

Maria Rodrigues - Poema do amigo poeta Daniel Costa



“Esta Lisboa bendita
Feita cristã para viver
Ela é a menina bonita
De que tem olhos para ver”

A quadra tem razão de ser
Da letra da marcha dos anos cinquenta
Tudo tem para a engrandecer
Viver em Lisboa é como viver num paraíso
O poeta pode isolar-se mais para escrever
Pode estar-se no meio de uma multidão
Como um homem só
Se reflecte e toma atenção
De repente observa a mulher bonita
Exteriormente, pensar no seu íntimo o coração
Deuses… É como se visse uma flor
A desabrochar em calor humano, então!...
Foi assim que vi e observei
A mulher com grande poder de investigação
Maria Rodrigues uma mulher de intenso pudor
Metódica no seu labor de humana rectidão
Temos pois Maria Rodrigues um amor
Sobretudo para os seus
Que pensa no semelhante, com o seu labor
Oferecendo-lhes, como que em bandeja
Fotos e pensamentos de belo sabor
Denota um viver de harmonia
É como um diamante lapidado de valor
Por Lisboa vagueia Maria Rodrigues
Como mais uma flor
Do jardim que é a capital de Portugal
Maria Rodrigues empresta perfume e olor
Em fragrância muito real

Daniel Costa

Poema oferecido pelo Amigo poeta Daniel Costa do Blog “Daniel Milagre”, um cantinho maravilhoso em que a poesia escrita com todo o seu carinho e maestria, encanta a alma de quem lê. Merece sem sombra de dúvidas uma visita.

Muito Obrigado Amigo


"A poesia é a música da alma, e, sobretudo, de almas grandes e sentimentais." (Voltaire)

12 comentários:

  1. Um belo poema de homenagem que bem merece, querida Maria. Pela cadência faz-me 'Esta Lisboa que eu amo'...

    Beijos

    Olinda

    ResponderEliminar
  2. Minha querida, que homenagem mais encantadora voce recebeu deste seu amigo...eu que estou aqui do outro lado do oceano fiquei emocionada, imagino o tamanho da sua alegria, por receber palavras tão plenas de elogios e consideração.
    Tenho certeza que voce é esta pessoa maravilhosa a qual se fez merecedora de tão belo poema, uma mulher e amiga generosa e tão amorosa para com todos nós, seus amigos.
    Bom final de semana querida...beijos
    Valéria

    ResponderEliminar
  3. O blog http://conhecerkardec.blogspot.com completa 1 ano de existência dia 30/7. Deixei para vc selinho comemorativo no blog. Faça uma visitinha. Muita paz!

    ResponderEliminar
  4. Rectificando:

    ...faz-me lembrar...

    bjo

    Olinda

    ResponderEliminar
  5. Maria,muito linda e merecida a poesia que Daniel Costa fez em sua homenagem!Parabéns!Bjs,

    ResponderEliminar
  6. Querida amiga Maria!
    Muito lindo mais este belo poema sobre nossa capital.

    Um grande beijo e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  7. Bem merecido este poema.É fruto do que vais semeando por aqui.Um beijinho grande.Tita

    ResponderEliminar
  8. Ama a tua terra, ama suas raízes, ama sua cidade, ame sua pátria, pois é dela seu filho.
    Vê que vida há no chão! vê que vida há nos ninhos,
    Que se balançam no ar, entre os ramos inquietos!
    Vê que luz, que calor, que multidão de insetos!
    Vê que grande extensão de matas, onde impera
    Fecunda e luminosa, a eterna primavera!

    Agradeço a visita carinhosa, seja bem vinda sempre!
    Adriana

    ResponderEliminar
  9. Querida amiga,

    Acabo de ler este belo poema no blog do amigo Daniel que me deixou muito feliz! Você faz jus aos belos versos e características sinalizadas no poema. Parabéns Maria! Encantada.


    Beijos com carinho e um belo fim de semana querida.

    ResponderEliminar
  10. Maria

    Fico grato, ler o poema noutro blog, para mim, é senti-lo como de se o autor fosse outro. Nessa altura é que aprecio mais.
    Agradeço também aos outros comentadores, que o apreciaram.
    O poema está também nos meus dois Facebookes, nos Sonicos, Orkut e no meu blog "mitalaia", espaço Sol. Seguiu para o poetisa Ma Socorro (Brasil) que baseado, escreverá o poema dela, a ser postado, a duo, em POEMAS LUSOFONIA PORTUGAL - BRASIL, no mesmo painel.
    De tudo isto resultou, ter lido aqui o poema ontem, já sem o comentar.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Querida Amiga.
    Como pode eu esquecer que você é minha tão querida Maria que visita tanto meu blog que
    esta sempre do meu lado nos meu momentos triste.
    Peço perdão a você por esse erro um beijo no coração feliz Domingo beijos meus,Evanir.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.