quinta-feira, 24 de março de 2011

ORQUIDIA NEGRA - Poema oferecido pelo Amigo Santa Cruz





Maria!
Tens os teus olhos vendados...
És sangue de uma primavera Imortal;
E os fragmentos dos meus sonetos.
São a esperança do teu rosto.

Verdade dorida...
Bandeja branca do teu verbo;
Tens vencido mil batalhas;
És o verbo que caminha com o frio,
E na saudade da noite.

Maria!
Tu confortas a minha Inspiração;
São cegas as palavras em forma subversiva:
No bater em torno do teu coração.

És uma alma de sangue brutal...
Plantada nas raízes dum diamante;
Sou teu cúmplice:
Mas não posso ser a tua felicidade.

Beijos Santa Cruz

Poema oferecido pelo Amigo Santa Cruz do blog “Silêncio dos meus Sonhos

Obrigado Amigo

Santa Cruz é um poeta maravilhoso, que escreve de uma forma encantadora que consegue tocar o coração de quem lê. Merece sem sombra de dúvidas uma visita.





"A poesia é a música da alma, e, sobretudo, de almas grandes e sentimentais." (Voltaire)

Sem comentários:

Enviar um comentário

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.