sexta-feira, 30 de julho de 2010

Tenho um sonho... de Martin Luther King



Tenho um sonho, um sonho só, continuar sonhando...


Sonhar com a liberdade,
sonhar com a justiça,
sonhar com a igualdade.
E oxalá que eu já não tivesse necesidade de sonhá-las!


Sonhar com os meus filhos grandes, sãos, felizes, voando com suas asas, sem esquecer nunca o ninho. Sonhar com o amor, com amar e ser amado, dando-o todo sem medi-lo, recebendo-o todo sem pedi-lo.


Sonhar com a paz no mundo, no meu país, em mim próprio, e quem saberá qual é a mais difícil de alcançar!


Sonhar que meus cabelos, que raream e embranquecem, não impedem que a minha mente e o meu coração continuem jóvens e se animem na aventura, que continuem meninos e conservem a capacidade de brincar.


Sonhar que juntarei a força, a vontade e a coragem para ajudar a concretizar os meus sonhos, em vez de pedir milagres que não mereceria.


Sonhar que quando chegar o final poderei dizer que vivi sonhando e que a minha vida foi um sonho, sonhado numa larga e plácida noite da eternidade.

Martin Luther King

Fonte: email recebido



"Não há nada como o sonho para criar o futuro. Utopia hoje, carne e osso amanhã." (Victor Hugo)

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Sonhos - Poema de Chris Duran


Há um lugar pra chegar
Ha uma ponte que te levará pro outro lado
Há um sonho, uma voz
Dizendo os seus sonhos também são meus

Vou te levar
Te conduzir
E quando você alcançar
Saberás que em todo tempo eu estive ao teu lado

Há um lugar pra chegar
Ha uma ponte que te levará pro outro lado
Há um sonho, uma voz
Dizendo os seus sonhos também são meus

Os teus sonhos são meus
Teus problemas são meus
Tua vida também e minha vida
Eu de te cuidarei
Nunca te deixarei
Os teus sonhos eu realizarei

Vou te levar
Te conduzir
E quando você alcançar
Saberás que em todo tempo eu estive ao teu lado

Chris Duran

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Provérbios do Mundo - Provérbios Hindus


O coração em paz vê uma festa em todas as aldeias


Quando falares, procura que as tuas palavras sejam melhores que o silêncio.


Não há árvore que o vento não tenha abanado.


"A sabedoria da vida é sempre mais profunda e mais vasta do que a sabedoria dos homens." (Máximo Gorki)

terça-feira, 27 de julho de 2010

Floresta de Laurissilva na Madeira - Património Mundial


O nosso país tem belíssimos monumentos, cidades maravilhosas e paisagens sublimes que merecem ser visitadas e admiradas, mas como nem sempre é possível viajar, pelo menos podemos apreciar em fotografia, alguns desses locais espectaculares e que foram considerados pela "Unesco" como “Património da Humanidade”.

Hoje vou apresentar: a Floresta de Laurissilva na Madeira , classificada como Património Mundial Natural pela UNESCO desde 1999.


Foto: Net

A Laurissilva da Madeira é um exemplar eminentemente representativo do processo ecológico e biológico em curso na evolução e desenvolvimento de ecossistemas e comunidades de plantas e animais terrestres, aquáticos, costeiros e marinhos.


Foto: www.panoramio.com_Vitor Reinecke


O nome Laurissilva resulta de dois termos em Latim, laurus (loureiro)  e silva (floresta). Esta floresta é constituída por árvores e arbustos de folhas planas, por fetos, musgos, líquenes, hepáticas e outras plantas de pequeno porte, com inúmeros endemismos.


Foto: Net

A designação de Laurissilva da Madeira corresponde a 3 tipos de comunidades vegetais distintas: a Laurissilva do Barbusano, a Laurissilva do Til e a Laurissilva do Vinhático. Dada a sua riqueza em diversidade biológica, a Laurissilva do Til está incluída na área de Laurissilva da Madeira incluída na Lista do Património Natural Mundial da UNESCO e classificada como Reserva Biogenética do Conselho da Europa.


Foto: http://olhares.sapo.pt_ Gilberto

A floresta Laurissilva da ilha da Madeira, constitui o que resta de uma antiga área florestal que permaneceu durante cinco séculos intocável pela acção do homem. Segundo narrativas contemporâneas da descoberta da Madeira, toda a ilha era coberta de extenso e denso arvoredo, razão pela qual os navegadores portugueses atribuíram o nome de "Madeira", à ilha.


www.lombadamadeira.wordpress.com


Trata-se de uma floresta com características subtropicais, húmida, cuja origem remonta ao Terciário onde chegou a ocupar vastas extensões do Sul da Europa e da bacia do Mediterrâneo. As últimas glaciações levaram ao seu desaparecimento no continente europeu, sobrevivendo apenas nos arquipélagos atlânticos dos Açores, da Madeira, Cabo Verde e Canárias.


Foto: http://olhares.sapo.pt_Nuno Abreu

A Laurissilva madeirense ocupa uma superfície de 15000 hectares (representando 20% do total da ilha), nas encostas viradas a Norte, revestindo de forma luxuriante as íngremes vertentes e os profundos e alcantilados vales do remoto interior,. Devido à intervenção humana, na costa sul, está restrita a alguns locais entre os 700 e 1200 m de altitude.

Foto: www.panoramio.com-Rui Soares

Constitui, actualmente, a mais extensa e a mais bem conservada Laurissilva de todo o mundo. Toda a área integra o Parque Natural da Madeira, que é objecto de protecção especial. Em 1992 foi incorporada na rede de Reservas Biogenéticas do Conselho da Europa e constitui Zona de Protecção Especial-ZPE, no âmbito da Directiva Aves.


Foto: Net

Os critérios que presidiram à atribuição da classificação da UNESCO prendem-se com o facto da Laurissilva constituir um exemplar eminentemente representativo do processo ecológico e biológico em curso na evolução e desenvolvimento de ecossistemas e comunidades de várias plantas e animais.


Foto: Net

A floresta Laurissilva apresenta um aspecto uniforme, sempre verde, ao longo de todo o ano, dado que a quase totalidade das árvores e dos arbustos que a compõem, nunca perdem a folha. Entre as árvores especial destaque merecem o Til, o Vinhático, o Loureiro e o Barbusano, todas da família das Lauráceas.


Foto: biodiversidadeflorestal.webnode.pt

A Laurissilva dá abrigo a numerosos endemismos principalmente a nível dos estratos arbustivo e herbáceo. É de realçar também a grande diversidade e desenvolvimento que as comunidades de líquenes e de briófitos, principalmente as epífitas, apresentam.


Foto: Wikipedia_Kurt Stüber

O Tentilhão da Madeira (Fringilla coelebs maderensis), faz parte da peculiar avifauna da Laurissilva, onde é abundante bem como as oito espécies de morcegos, o pombo trocaz e a freira da Madeira. A par das aves, merece destaque a presença de inúmeros moluscos e insectos endémicos.


Foto: www.myguide.pt

As humidades trazidas pelos ventos dominantes de Nordeste, são retidas e condensadas pela Laurissilva que proporciona, assim, abundantes caudais.A partir da segunda metade do século XX, as águas, passaram a ser controladas pelas "levadas", canais que para além de irrigar os campos e  abastecer as povoações, também contribuem para produzir energia nas centrais hidroeléctricas. São grandes obras de engenharia do povo madeirense, que as abre na rocha ao longo de profundos abismos.


Foto: www.geocaching.com

É um dos habitats, no mundo, com maior índice de diversidade de plantas por km², uma incrível floresta de um verde luxuriante, com muitos milhões de anos, que fascina quem a visita.

Fontes e Fotos: http://www.igespar.pt/: http://www.culturaonline.pt/; http://pt.wikipedia.org/; www.trekearth.com; http://biodiversidadeflorestal.webnode.pt; www.geocaching.com; www.olhares.pt; www.myguide.pt; outros net

* Fotos: Net
As fotografias sem indicação dos autores é porque não os consegui identificar. Se forem suas, por favor queiram contactar-me que colocarei imediatamente o seu nome, ou retiro-as se for esse o seu desejo. Não é de maneira nenhuma minha intenção quebrar direitos de autor.


Foto: Wikipedia

"A natureza tem perfeições que mostram que é a imagem de Deus, e defeitos que mostram que é apenas a imagem." (Blaise Pascal)

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Isabel Guerra – A freira pintora espanhola


Madre Isabel Guerra (Madrid, Espanha, 1947) é uma freira pintora hiperrealista, em cujos quadros o tratamento da luz tem um significado muito especial.



Enclausurada no mosteiro Cistercense de Santa Lucía, em Saragoça, só sai de lá mais ou menos de três em três anos, para expor em Madrid os trabalhos que realizou durante esse período.




Desde a adolescência que sentiu , simultaneamente, as suas duas vocações. Foi uma menina rebelde que quis amar a Deus e pintar, e conseguiu o que desejava.




Iniciou-se na pintura aos doze anos, e, aos 23, ingressou na vida monástica. Autora também de vários livros, autodidacta e ultra-realista, a sua obra reflecte o seu devotado empenho.




Para ela, “pintar e amar a Deus” se completam.




O tema de seus quadros é, principalmente, a figura humana: jovens adolescentes -"porque asimilamos la esperanza a la juventud', em atitudes de serenidade e repouso, mas também pinta naturezas mortas com grande maestria técnica.




As mulheres (adultas e crianças) que figuram nas suas pinturas, transmitem uma calma e tranquilidade de uma beleza incrível.




Isabel começa a sua jornada às cinco da manhã e, depois de quatro horas de oração, às nove e meia começa seu trabalho no ateliê de pintura. Este, é o único que diferencia a sua vida das demais religiosas do mosteiro, já que estas se dedicam a restaurar livros antigos. A vida no convento serviu para um isolamento sereno das preocupações terrenas.



A sua obra pretende ser uma mensagem de ESPERANÇA, como ela disse: " A beleza existe, Nem tudo está perdido…”.



"A esperança não é um sonho, mas uma maneira de traduzir os sonhos em realidade." (Cardeal Suenens)

domingo, 25 de julho de 2010

Bandolero - Ney Matogrosso





Fossem ciganos a levantar poeira
A misturar nas patas
Terras de outras terras, ares de outras matas
Eu, bandolero, no meu cavalo alado
Na mão direita o fado
Jogando sementes nos campos da mente.

E se falasses magia, sonho e fantasia
E se falasses encanto, quebranto e condão
Não te enganarias, não te enganarias
Não te enganarias, não!

Fossem ciganos a levantar poeira
A misturar nas patas
Terras de outras terras, ares de outras matas
Eu, bandolero, no meu cavalo alado
Na mão direita o fado
Jogando sementes nos campos da mente.

E se falasses magia, sonho e fantasia
E se falasses encanto, quebranto e condão
Feitiço, transe, viagem, alucinação
Miragem.




"A música é celeste, de natureza divina e de tal beleza que encanta a alma e a eleva acima da sua condição."(Aristóteles)

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Lagrima de Preta - António Gedeão



Encontrei uma preta
que estava a chorar,
pedi-lhe uma lágrima
para a analisar.
Recolhi a lágrima
com todo o cuidado
num tubo de ensaio
bem esterilizado.

Olhei-a de um lado,
do outro e de frente:
tinha um ar de gota
muito transparente.




Mandei vir os ácidos,
as bases e os sais,
as drogas usadas
em casos que tais.

Ensaiei a frio,
experimentei ao lume,
de todas as vezes
deu-me o que é costume:

nem sinais de negro,
nem vestígios de ódio.
Água (quase tudo)
e cloreto de sódio.

António Gedeão


Todos diferentes, Todos iguais!

Praia do Guincho

A Praia do Guincho é uma praia situada a cerca de 5 km de Cascais, localizada no vale das serras de Sintra e virada para o Atlântico.

Foto: www.ezimut.com


A praia cobre uma área extensa e tem mais de 1,5km de comprimento, de areia fina e dourada. As suas águas são por vezes bem frias mas são limpas e cristalinas.


Foto: www.trekearth.com_Copyright_Luis Palma


Situada numa zona de dunas e muito exposta aos ventos de norte, esta praia tem fama mundial como praia para desportos náuticos, como o windsurf e surf, sendo frequentemente escolhida para a realização de competições nacionais e internacionais.



Os meses de Julho e Agosto são os melhores para a prática destes desportos, ainda que, a partir do mês de Maio já estão garantidas as condições necessárias.




A praia está essencialmente dividida em duas grandes partes, nomeadamente, o lado norte que é mais indicado para a prática de windsurf, e o lado sul que é geralmente a escolha dos amantes do surf.



Foto: www.guiadacidade.pt


Apoios de praia: Dispõe de diversos equipamentos, tais como, chuveiros, acesso a pessoas com mobilidade reduzida, parque de estacionamento gratuito, posto de primeiros socorros, escola de surf e o indispensável nadador salvador, que está no activo durante o período balnear. Existem dois bares de praia nos extremos desta, abertos todo o ano.


Foto: Wikipedia_Husond


Não distando muitos quilometros desta praia é imprescindível também visitar a famosa Boca do Inderno. O seu nome deve-se à analogia morfológica e ao tremendo e assustador impacto das vagas que aí se fazem sentir. Daqui se pode disfrutar uma paisagem maravilhosa, é  o lugar “onde a terra acaba e o mar começa”, como o caracterizou Camões.


Foto: Wikimapia

Foto: Wikipedia_Georges Jansoone

Foto: Wikipedia_Jeffrey Pang


O enquadramento paisagístico é excepcional com uma costa recortada estendendo-se até às arribas do Cabo da Roca, o ponto mais ocidental da Europa. Aqui se sente toda a energia do Mar e se pode apreciar toda a sua admirável beleza.


Foto: www.trekearth.com_Copyright_Rui Miranda


A Praia do Guincho, é uma das melhores praias de Cascais e um dos melhores locais em Portugal para a prática de desportos náuticos como o surf, windsurf e o kitesurf. É imprescindível visitar.

Fontes e Fotos: Wikipedia; www.trekearth.com; www.cm-cascais.pt; www.portugalvirtual.pt; www.cascais-portugal.com; www.guiadacidade.pt; outros net

Foto: www.trekearth.com_Copyright_Jozef+Zbigniew+Napora


 "O mar não é um obstáculo: é um caminho." (Amyr Klink)